São Paulo tem o melhor ataque do Paulistão, mas não consegue marcar nos rivais. Pato é o diferencial.

Até a oitava rodada foram 18 gols marcados, uma média de de 2,25 por partida. E o Tricolor ainda possui o vice artilheiro, Alexandre Pato, com 6 gols.

Logo na estreia, três gols contra o Penapolense mostraram que o time do São Paulo era mesmo favorito em 2015. Na segunda rodada, agora no Pacaembu, mais quatro gols, desta vez contra o fraco Capivariano. Na terceira, o adversário complicou o jogo, mas o Tricolor venceu o XV de Piracicaba por 2×0. Mas na quarta rodada, o time não saiu de um empate em 0x0 contra o rival Santos. Jogo este em que Rogério Ceni foi o principal destaque.

Na rodada de número cinco, um time repleto de reservas enfrentou o Bragantino e o placar mais elástico da temporada aconteceu, 5×0. Na sequencia veio o Audax no Morumbi e nova goleada, 4×0 e a certeza de um dos melhores ataques do campeonato e do país.

Mas acabou por aí, contra o Rio Claro, a segunda partida no campeonato em branco e no clássico contra o Corinthians, apenas 3 chutes e a chance mais clara num pênalti desperdiçado por Rogério Ceni.

Somando os números do time na Libertadores, são mais dois jogos, derrota por 2×0 em Itaquera e vitória no Morumbi por 4×0. O time tem no ano, 22 gols marcados em 10 jogos. Nada mal para uma equipe de série A, mas o que preocupa é a dificuldade em vazar defesas de equipes da mesma divisão. São três jogos e nenhum gol marcado. Como explicar a dificuldade de fazer gols do melhor ataque da competição?

Uma explicação é Alexandre Pato, o jogador esteve ausente das duas partidas contra o Corinthians e só entrou no segundo tempo contra o Santos. Seria Pato a solução para o ataque Tricolor? Seria Pato a explicação da ausência de gols em partidas importantes? Seria Pato o principal nome do ataque são-paulino? Resta saber o que pensa o próprio jogador e a comissão técnica da equipe apostar ainda mais no atleta, que já mostrou que pode corresponder em campo, afinal, são oitos gols em oitos jogos na temporada.



Redação do Torcedores.com