Pelo Pernambucano, América bate Pesqueira na Ilha do Retiro e fica a um passo da permanência

Na penúltima rodada do Hexagonal da Permanência do Campeonato Pernambucano 2015, América e Pesqueira se enfrentaram na Ilha do Retiro, com vitória do “Mequinha” pelo placar de 1 a 0. Com o resultado, o América só depende de si na última rodada para permanecer na elite do futebol do estado.

LEIA MAIS:

Opinião: Não podem destruir o futebol pernambucano

Serra Talhada vence, garante vaga no Hexagonal Final e na Série D, pelo Campeonato Pernambucano

América e Pesqueira travaram mais um jogo de sobrevivência no Campeonato Pernambucano. Embora a equipe visitante não corresse mais riscos do descenso, o clube da casa precisava de um resultado positivo para seguir vivo na elite estadual. E por falar em casa, um local novo, a Ilha do Retiro, que abrigou a partida desta tarde.

O jogo começou bem disputado, e quem obteve as melhores chances na primeira etapa foi o Pesqueira, que chegava com perigo pelos lados do campo. O América tentava dominar as ações e organizar o jogo, mas só levou perigo mesmo na primeira etapa com uma cabeçada na grande área, bem defendida pelo goleiro pesqueirense.

Na segunda etapa, o América voltou melhor, e conseguiu seu gol em um contra-ataque. Após belo passe recebido entre os zagueiros, o jogador Deisinho saiu cara a cara com o goleiro Delone, e bateu forte, contando também com a colaboração do arqueiro. 1 a 0 que se estenderia até o final da partida, salvando temporariamente o Mequinha.

Com 14 pontos e na segunda posição, o Pesqueira já tem sua vaga garantida na elite, e enfrentará na última rodada, sábado(14) a equipe do Porto em Pesqueira. Já o América está em terceiro com 13 pontos, e precisa de uma derrota do Vera Cruz nesta noite para o Ypiranga para assegurar de vez a vaga na elite.

Ao final da partida, o atacante Carlinhos Bala comentou sobre a partida, e sobre o desafio do sábado, em confronto direto com o Vera Cruz:

Foto e Vídeo: Mário Fernando/ Torcedores.com



Estudante de Jornalismo na UFPE, fã de esportes, apaixonado por futebol mas também rugby e futebol americano.