Organizada do São Paulo pede saída de vice de futebol em rede social

Se a torcida dita comum do São Paulo está de saco cheio das fracas atuações do time e do ambiente político hostil no clube, a Organizada principal está pior, pedindo até a cabeça do vice-presidente de futebol. Na tarde desta terça-feira (10), foi postado um tweet pedindo a saída imediata de Ataíde Gil Guerreiro de seu cargo: “Diretor que não respeita o seu torcedor não merece permanecer no clube. Fora Ataíde”, diz o texto.

LEIA MAIS:
Opinião: São Paulo chegou ao limite. Não dá mais para perder clássicos
Conselheiros do São Paulo fazem campanha pela volta de Marco Aurélio Cunha
Vice do São Paulo afirma que Morumbi não encheria no clássico nem com os portões abertos

A crise com a Independente começou a ficar explícita depois da primeira rodada da Libertadores, quando o time jogou muito mal e perdeu facilmente para o Corinthians. No dia seguinte, por meio do Facebook, a Organizada reclamou das opções de Muricy Ramalho na partida e pediu a demissão do treinador. No entanto, devido a repercussão negativa da manifestação, o post foi apagado.

Depois, houve os problemas na venda dos ingressos para o jogo contra o Danubio-URU, também pela Libertadores. Além da questão tecnológica, na mudança mal orquestrada da empresa responsável pelas vendas, a Torcida Organizada reclamou muito do preço dos ingressos, fixados em R$ 120, o mais barato, para quem não fosse sócio do clube.

Nesta semana, no entanto, a relação entre a Independente e até a torcida “comum” com o São Paulo degringolou. Primeiro, o volante Souza reclamou do baixo público presente no Morumbi na nova derrota para o Corinthians, domingo (8). O jogador argumentou que há muita cobrança das arquibancadas, para pouco apoio ao time. Depois, na noite do mesmo domingo, Ataíde Gil Guerreiro declarou em um programa de TV, que o Morumbi não encheria nem se os ingressos fossem gratuitos, dando uma indireta aos torcedores em geral e estremecendo ainda mais os alicerces.

Foto: Reprodução / Twitter



Tudo o que preciso é um papel e uma caneta. Apaixonado por esportes desde 1900 e bolinha: de futebol, basquete, tênis, rugby...