Opinião: Paciência com Maikon Leite acabou. Torcida do Palmeiras não aguenta mais

Palmeiras
Maikon Leite (atacante) Foto: Reprodução/Twitter

Se em algum momento a torcida do Palmeiras teve uma dose de boa vontade com o retorno de Maikon Leite, que ficou emprestado no ano passado ao futebol mexicano, a paciência acabou. Com o mistão escalado pelo técnico Oswaldo de Oliveira na vitória sobre o Bragantino, neste sábado (7), por 1 a 0, o atacante começou o jogo como titular. Decepcionou e só não saiu mais vaiado porque a torcida preferiu aplaudir o substituto, o volante Arouca.

LEIA MAIS
Gabriel Jesus estreia, agradece apoio e descarta comparações com Neymar

Maikon Leite se posiciona mal, fica “escondido” em vários lances, não aparece para facilitar as jogadas de ataque. Tudo isso vai minando a paciência de uma torcida que já sabe que seu rendimento na passagem anterior não foi bom. O resultado é uma série de xingamentos e cornetadas em todos os cantos da arquibancada.

O Palmeiras vive um bom momento, tem sequência de vitórias, e nem se cogita pensar em um cenário de mau humor. Mas, se Oswaldo continuar insistindo em um jogador que pouco produz e só irrita a torcida, colocará em risco sua própria imagem. O Verdão estava cansado fisicamente da viagem à Bahia, onde goleou o Vitória da Conquista por 4 a 1 se classificou antecipadamente na Copa do Brasil. O próximo jogo é um clássico fora de casa contra o Santos, no Paulistão. Ok.

São compreensíveis os motivos que levaram Oswaldo a poupar seus principais jogadores em uma partida contra um time extremamente fraco, como o Bragantino. Mas serviu de lição e de alerta: a torcida não aguenta mais Maikon Leite.



Editor do Torcedores.com, está no site desde julho de 2014. Formado pela Universidade Metodista de São Paulo, já passou por UOL, Editora Abril e Rede Record. Participou da cobertura da Copa do Mundo de 2014, de dois Pans, dos Jogos Olímpicos de Londres 2012 e do Rio 2016. Também colabora com o ONDDA, site "irmão" do Torcedores.com.