Luis Fabiano se comunica em espanhol para enturmar argentino, mas diz: “Está difícil”

O centroavante são-paulino Luis Fabiano jogou no Sevilla-ESP por 6 anos e por isso está tentando resgatar seu espanhol para aproximar o argentino Centurión do restante do elenco. A timidez de ‘Centu’, ou ‘Gringo’ como é chamado pelos companheiros, dificulta em seu entrosamento com os colegas.

LEIA MAIS
São Paulo tem dia de treino no Morumbi com testes e despedida
Há 21 anos, com nove em campo, Corinthians arrancava empate contra o São Paulo; relembre
Muricy Ramalho admite dor de cabeça ao escalar São Paulo para clássico contra o Corinthians

O meia de 22 anos quase não conversa com os jogadores, e até mesmo nos treinamentos é difícil ouvir a voz dele.

“Rapaz, tá difícil… A gente tenta se comunicar e ele é um pouco tímido ainda. Tem o tempo de adaptação ainda, mas tá difícil trocar uma ideia com ele. E tem que ser em espanhol, porque em português ele não entende quase nada ainda”, disse Luis Fabiano.

Mais um que se sente preocupado com o excesso de timidez de Centurión é o volante Souza, mas entende que uma boa atuação no clássico de domingo contra o Corinthians pode ajudá-lo.

“O Centurión é um bom jogador, mas é complicado, porque está chegando agora. Ele é muito tímido, às vezes isso até atrapalha um pouco”, afirmou. “Ele fica preso, não se solta tanto. Agora no domingo é um clássico e ele tem totais condições de ir bem e cair nas graças da torcida. É driblador e tem bom passe”, concluiu o Souza.

Contratado junto ao Racing-ARG por cerca de R$ 12 milhões, valor pago por um “torcedor-empresário”, o meia foi considerado o reforço mais badalado para a temporada, marcou apenas um gol até então, justamente em sua estréia, quando o São Paulo bateu o Bragantino por 5 a 0 fora de casa, pelo Paulistão.



Estudante de Jornalismo na Universidade Anhembi Morumbi, torcedor do São Paulo, Barcelona e Borussia Dortmund, fã de futebol europeu, NBA e esportes radicais.