Falta de naming rights em transmissões do SporTV não incomoda a NBA

O assusnto da falta de naming rights nas transmissões da NBA no SporTV voltou a tona, mas dessa vez para ser resolvido. O chefe da NBA no Brasil, Arnon de Mello concedeu entrevista a alguns jornalistas para tirar essa dúvida que toda a imprensa e seus torcedores tinham o porque a NBA ainda não tinha se posicionado em relação ao assunto e se haveria mudança obrigatória determinada pela liga.

LEIA MAIS
Los Angeles Lakers quer Rondo, Love e Greg Monroe para próxima temporada
Kentucky Wildcats chega invicto ao March Madness

Arnon deixou claro que desde que entrou em contato com a Globosat para fechar esse acordo nunca o assunto entrou em pauta, afirmando que a liga não importava como os canais Globosat iriam falar os nomes dos ginásios: “Nós entendemos que isso é uma política da empresa. Para nós não faz a menor diferença. Eu entendo que para o amante do basquete é uma coisa estranha. Você conhece como um nome e falam outro… Mas é uma coisa deles. Para mim foi uma surpresa que tantos fãs nossos ficaram preocupados, de repente, com a falta de receita que estaríamos recebendo” diz Arnon.

A liga ainda acredita numa “mudança natural” da postura dos canais Globosat: “Eu entendo a preocupação, mas é uma coisa interna deles. Não é contra a NBA, eles já fazem isso em todos os outros esportes. Acho que é uma coisa que vai evoluir e vão tratar de alguma forma diferente. Longe de ser uma preocupação nossa em termos de relacionamento com nossos parceiros lá fora. Para você ideia, antes da parceria, eles nem falavam nossa sigla em inglês. Isso já mudou e não foi por um pedido nosso” Concluiu o chefe da NBA no Brasil para terminar de vez a polêmica.

A polêmica vem acontecendo desde o primeiro jogo do Palmeiras no Campeonato Paulista, onde a Globosat por meio do canal SporTV não falam nas transmissões o naming rights do estádio, referindo-se ao estádio com Arena Palmeiras e não Allianz Parque . Essa postura foi criticada por todos os torcedores do time passando se referir a todos os canais da Organizações Globo como “RGT”. Logo em seguida a mesma atitude sobre os naming rights foi passada para as transmissões do SporTV da NBA causando uma certa polêmica entre os fãs da liga.

Crédito da Foto: Divulgação

 



Radialista, comentarista no programa Gus in USA na Rádio EsportesNET. Apaixonado por Esportes Americanos, principalmente o futebol americano (NFL e College Football). Torcedor do Washington Redskins e do Tennessee Volunteers.