Em jogo de sete gols, Real Madrid é surpreendido pelo Schalke, mas avança na Champions League

Foi no susto, mas o Real Madrid está classificado para as quartas-de-finais da maior competição do velho continente. Em pleno Santiago Bernabéu, o que pode se ver foi um time apático, surpreendido pelo “baile tático” imposto por Roberto Di Matteo e seus jogadores do Schalke 04.

O Schalke 04 foi a Madrid com uma desvantagem de dois gols, já que foi derrotado pelos merengues por 2 a 0 na Veltins Arena. Tranquillo Barnetta e Max Meyer foram os responsáveis pela criação do meio-campo, e foi justamente um cruzamento do primeiro que deixou o lateral-esquerdo Fuchs, sem marcação para abrir o placar a favor dos alemães.

Quando a torcida que viajou longas distâncias até Madrid não parava de cantar, apareceu a estrela de Cristiano Ronaldo. Num escanteio, o português ganhou de cabeça e mandou para o gol. Quase não deu tempo dos “azuis” comemorarem.

Mas quem pensou que eles estavam mortos, Huntelaar, ex-Real Madrid, aproveitou um rebote de Casillas e novamente colocou o Schalke 04 em vantagem aos 40 minutos de partida.

Cinco minutos depois, o recém-convocado por Dunga, Marcelo cruzou para o “CR7”, que, mais uma vez empatou de cabeça. E ficou assim pela primeira etapa.

Roberto Di Matteo manteve o mesmo esquema ofensivo, atacando a equipe da casa, enquanto Carlo Ancelotti não corrigiu os erros de sua equipe. No entanto, foram os merengues quem marcaram primeiro, Benzema recebeu de Khedira (que interessa ao Schalke), driblou Nastasic e o goleiro Wellenreuther, depois só teve o trabalho de empurrar pra dentro. 3 a 2, a equipe de Gelsenkirchen precisava de 3 gols para reverter a situação. Se restava alguma esperança, teria ela morrido?

A resposta veio minutos mais tarde, quando Sané cortou para o pé esquerdo, chutou colocado e marcou um golaço, empatando o jogo. Logo os 39 minutos, Huntelaar chutou, a bola bateu no travessão e entrou. Aquela esperança que havia morrido, ressuscitou. O Schalke 04 precisava de apenas mais um para eliminar o poderoso Real Madrid em pleno Santiago Bernabéu. Foi pra cima, se lançou ao ataque e pressionou os madrilenhos. Huntelaar quase fez novamente, mas esbarrou e em Casillas.

Ficou por isso mesmo, não deu para o Schalke, mas vale destacar a belíssima atuação que a equipe obteve diante do melhor time do mundo. Vitória por 4 a 3, nada mal. O Real Madrid agora espera os jogos da volta e o sorteio para saber quem será seu adversário nas quartas.



Estudante de Jornalismo na Universidade Anhembi Morumbi, torcedor do São Paulo, Barcelona e Borussia Dortmund, fã de futebol europeu, NBA e esportes radicais.