Veja cinco motivos que acirraram a rivalidade São Paulo x Corinthians

Neste domingo tem majestoso válido pela oitava rodada do Campeonato Paulista. São Paulo e Corinthians se enfrentam pela segunda vez neste início de ano, e, independentemente da competição, o confronto merece ter grande destaque, afinal, clássico é clássico.

LEIA MAIS
Dória se machuca em treino do São Paulo e vira dúvida; Centurión deve jogar o Majestoso

Nas vésperas desse grande encontro de rivais, nada melhor que analisar os principais fatores que deixam o majestoso ainda mais quente. Confira.

1- Provocações: o confronto é sempre marcado por declarações de ambos os lados, e talvez a mais polêmica é o apelido que o ex-corintiano Vampeta criou para o rival: “bambi”. Do outro lado, o volante Souza sempre rebatia falando do rebaixamento do Corinthians no Campeonato Brasileiro de 2007.

2- Centésimo gol de Rogério Ceni: O desejo e a expectativa de todo torcedor tricolor era ver seu maior ídolo marcar o centésimo gol, e essa ansiedade se intensificou, quando surgiria a oportunidade do feito ser concretizado justamente para dar a vitória sobre o rival. A história não poderia ser diferente, o camisa 01 fez uma cobrança de falta perfeita que morreu dentro do gol de Julio Cesar, assinando seu nome na história do Majestoso.

3- Tabus: o São Paulo permaneceu invicto contra o rival durante 14 jogos, até 2007. Mas o Timão deu o troco ficando 11 jogos sem ser batido. Outro fator que incomoda o torcedor são-paulino é o fato de não vencer o rival em pleno Morumbi desde 2007. De lá pra cá são 11 jogos, com 5 triunfos do Corinthians e 6 empates.

4- Troca Pato x Jadson: São Paulo e Corinthians foram protagonistas de um acordo surpreendente no início de 2014. O tricolor enviou Jadson em definitivo e recebeu em troca Alexandre Pato, por um empréstimo de 2 anos. Ambos os atletas ainda não corresponderam às expectativas, e deixam em aberto as discussões sobre quem se saiu melhor até o momento.

5- Libertadores: o que todos esperavam aconteceu. Após eliminar o Once Caldas-COL, o timão ingressou no mesmo grupo do São Paulo, junto ao atual campeão San Lorenzo-ARG, formando o famoso “grupo da morte”, além do Danúbio-URU. Logo na estréia da fase de grupos, ambos se enfrentaram no Itaquerão, e só o Corinthians apareceu para jogar, conquistando um merecido 2 a 0. O time de Tite lidera a chave com 6 pontos, enquanto a equipe de Muricy vem em segundo, com os mesmos 3 pontos do San Lorenzo, a diferença é o saldo de gols superior do time do Morumbi.



Estudante de Jornalismo na Universidade Anhembi Morumbi, torcedor do São Paulo, Barcelona e Borussia Dortmund, fã de futebol europeu, NBA e esportes radicais.