Arnaldo Tirone não acha que Wesley foi a pior contratação da história do Palmeiras

Wesley
Reprodução

O ex-presidente do Palmeiras, Arnado Tirone, em entrevista ao blog do “Perrone”, discordou da torcida e de alguns conselheiros que insistem em afirmar que o volante Wesley, contratado em 2012 por R$ 21 milhões, foi a pior contratação da história do Alviverde. Para Tirone as polêmicas envolvendo a renovação prejudicaram o jogador.

VEJA TAMBÉM:
Palmeiras 1 x 0 Bragantino: Assista ao gol de Rafael Marques

“Não concordo mesmo que foi o pior negócio de todos os tempos. O jogador foi muito bem até por um período na gestão do atual presidente. Foi muito bem na Série B. No ano passado, ele foi bem até a metade da temporada, depois, fizeram muita polêmica, começaram a falar que foi a pior negociação de todos os tempos e acho que isso deu uma desanimada nele. A indecisão sobre ele renovar acho que também atrapalhou um pouco. Mas não concordo que foi a pior contratação”, disse Tirone.

Hoje, após três anos, o ex-mandatário do Palmeiras admite que o clube não tinha condições de bancar o valor da negociação, mas acreditava que o reforço seria importante para o time e para a torcida.

“O Palmeiras não tinha esse dinheiro. O problema foi a crença de que o negócio vingaria, mas não vingou. A gente acreditava que a torcida iria abraçar a ideia do MOP, mas não abraçou. Naquele momento o departamento de futebol achou que era importante para o time”.

Arnado Tirone ainda disse não se arrepender da contratação do jogador. “Achei que era correto, na vida não acertamos tudo. Naquele momento fizemos a coisa certa. Wesley não deu certo em termos porque foi muito aproveitado pelo time”.

“E a torcida pediu o jogador. O Wesley naquele momento tinha um apelo, então fizemos o que deveríamos fazer. Não ficaria de braços cruzados”, concluiu.

Foto: Reprodução