Arbitragem para o Majestoso não traz boas recordações aos são-paulinos

Leandro Bizzio Marinho apita o confronto entre São Paulo e Corinthians no Morumbi. Auxiliado por Daniel Paulo Ziolli e Alex Ang Ribeiro. Guilherme Ceretta de Lima será o quarto árbitro.

Não será a primeira vez que Bizzio comanda um Majestoso. Em 2013, também no Morumbi, apitou um jogo cheio de polêmica e reclamações de ambas as equipes.

Os corintianos reclamavam por uma falta em Alessandro, então lateral direito da equipe, na sequencia do lance Jadson marcou para o Tricolor.

LEIA TAMBÉM
Notícias do São Paulo que você PRECISA ler hoje

Já no fim da partida, em lance envolvendo os agora companheiros Alexandre Pato e Rogério Ceni, o árbitro assinalou pênalti para os visitantes. No episódio, Pato apareceu livre de marcação dentro da área de Ceni, que dividiu com o atacante. O goleiro levou a pior, acabou acertando as travas da chuteira do atacante, que caiu. O juiz considerou a jogada como uma solada do goleiro e apontou a marca da cal.

O Corinthians venceu por 2 a 1 e Pato mandou os tricolores calarem a boca. No começo do jogo, a torcida havia entoado gritos de “assassinos” aos corintianos, em alusão a morte do jovem boliviano Kevin Espada, em partida da Libertadores.

Após longo atendimento dentro de campo, o goleiro e capitão são-paulino chegou a ajoelhar na frente de Leandro Bizzio Marinho e jurar que não havia cometido a falta, mas no árbitro ignorou o clamor do arqueiro.

Leandro também já se envolveu em polêmicas com o Corinthians, ano passado o STJD puniu o atacante Guerrero após entender que o mesmo agrediu o árbitro em jogo válido pela Copa do Brasil. O peruano foi punido com três jogos de suspensão.



Redação do Torcedores.com