10 lutas imperdíveis que devem acontecer em 2015 no UFC

Divulgação/UFC

Um dos maiores problemas do UFC é quando os lutadores se machucam às vésperas dos eventos em que estão escalados para lutar. Mais de um card foi perdido por contusões. Porém, se tudo der certo e as estrelas não tiverem problemas físicos, 2015 promete ser um grande ano para o UFC.

Além do retorno (e o doping) de Anderson Silva ao octógono (no UFC 183, em janeiro) e defesas de cinturão feitas por Jon Jones (contra Daniel Cormier, no UFC 182, em janeiro) e Ronda Rousey (contra Cat Zingano, no UFC 184, em fevereiro), diversas disputas de título estão agendadas para ocorrer. Fora lutas que têm tudo para serem emocionantes.

O Torcedores.com lista, abaixo, 10 combates imperdíveis que ocorrerão este ano no UFC em ordem cronológica:

1) Anthony Pettis x Rafael dos Anjos (UFC 185, dia 14 de março, em Dallas, nos EUA) – O brasileiro tentará conquistar o cinturão dos pesos leves (70 kg) diante de “Showtime”, um dos atletas mais completos da organização. De quebra, o card apresenta outros belos combates, como a disputa do cinturão do peso palha feminino entre a campeã Carla Esparza e a desafiante Joanna Jedrzejczyk, a luta dos meio-médios Johny Hendricks e Matt Brown e dos pesos pesados Roy Nelson e Alistair Overeem.

2) Gabriel Napão x Mirko Cro Cop 2 (UFC Fight Night, dia 11 de abril, em Cracóvia, na Polônia) – Marcará o retorno de Cro Cop ao UFC. O peso pesado croata que foi uma lenda no Pride volta ao Ultimate após quatro anos fora. Além disso, será a revanche contra Napão, que nocauteou o europeu no UFC 70, em 2007.

3) Lyoto Machida x Luke Rockhold (UFC on Fox, dia 18 de abril, em Newark, nos EUA) – O brasileiro enfrentará o americano em um combate que pode mexer no topo da divisão dos médios. Outro brasileiro, Ronaldo Jacaré, encara o cubano Yoel Romero. Se vencer, Jacaré pode ser nomeado o próximo desafiante ao cinturão.

4) Renan Barão x TJ Dillashaw 2 (UFC 186, dia 25 de abril, em Quebec, no Canadá) – Será a revanche do brasileiro contra o lutador que lhe tomou o cinturão dos pesos galos (61 kg) no UFC 173, em maio de 2014. Além disso, o campeão dos moscas Demetrius Johnson defende seu título contra o japonês Kyori Horiguchi e o brasileiro Fábio Maldonado recepciona Quinton “Rampage” Jackson em seu retorno ao UFC.

5) Chris Weidman x Vitor Belfort (UFC 187, dia 23 de maio, em Las Vegas, nos EUA) – Depois de muitos adiamentos, o americano e o brasileiro disputarão, enfim, o cinturão dos pesos médios (84 kg). Será o coevento principal do UFC 187.

6) Jon Jones x Anthony Johnson (UFC 187, dia 23 de maio, em Las Vegas, nos EUA) – A disputa do cinturão dos meio-pesados (93 kg) com o maior lutador da actualidade encabeçará um card que ainda tem uma luta entre os leves Khabib Nurmagomedov e Donald Cerrone. Rival de Jon Jones, Anthony Johnson pode ser a última barreira entre “Bones” e o peso pesado, categoria de cima.

7) Frank Edgar x Urijah Faber (UFC Fight Night, dia 16 de maio, em Manilla, nas Filipinas) – Luta pela parte de cima da divisão dos penas (66 kg). Ambos vêm de vitórias seguidas e gostam de sair na mão. Desta luta pode sair o futuro desafiante de José Aldo ou Conor McGregor.

8) Cain Velasquez x Fabricio Werdum (UFC 188, dia 13 de junho, na Cidade do México) – Será o primeiro duelo entre dois campeões de 2015. Velasquez, campeão linear dos pesos pesados encara o brasileiro, dono do título interino, em luta para unificar as conquistas. Tem potencial para ser uma das melhores lutas do ano. No coevento, os pesos leves Gilbert Melendez e Eddie Alvarez também prometem um grande combate.

9) José Aldo x Conor McGregor (UFC 189, dia 11 de julho, em Las Vegas, nos EUA) – Campeão absoluto dos pesos penas, José Aldo vai, enfim, enfrentar o irlandês Conor McGregor, em duelo recheado de provocações e rivalidade fora do octógono. Será um dos desafios mais difíceis que o brasileiro.

10) Robbie Lawler x Rory MacDonald 2 (UFC 189, dia 11 de julho, em Las Vegas, nos EUA) – A disputa do cinturão dos meio-médios (77 kg) será o coevento principal do UFC 189. MacDonald, mesmo sendo o desafiante, já é considerado favorito para o duelo nas bolsas de apostas. Será a revanche de um combate vencido por Lawler por decisão dividida em 2013, no UFC 167.

Foto: Instagram/UFC



Jornalista, editor do Torcedores.com. Passagens pelos jornais Metro, O Estado de S. Paulo, Jornal da Tarde, Marca Brasil, Agora São Paulo, Diário de S. Paulo e Diário do Grande ABC.