Vascaíno é suspeito de roubar arma de policial em Palmeiras x Corinthians

As investigações sobre a briga que ocorreu antes da partida entre Palmeiras x Corinthians, no último dia 8 de fevereiro, seguem sendo feitas pela Polícia Militar que, baseada nas imagens do confronto, suspeita que Luiz Fernando Nascimento Vilaça, de 28 anos de idade, seja quem pegou a arma de um policial na confusão.

LEIA MAIS:
Mulher de Valdivia explica por quê postou fotos nuas no Instagram; Veja
Técnico do Palmeiras admite que time considerava impossível time Vasco vencer Mercosul 2000

Imagens inéditas do confronto, feitas pelas câmeras de segurança do estádio, mostram um torcedor com uma grelha de churrasqueira na mão correndo atrás de um policial militar, que está à paisana. As imagens feitas do chão, no entanto, que ajudaram a identificar o torcedor, mostram que, antes da correria, um homem sem camisa e de boné preto discute com um policial.

Quando as portas de um bar são abertas, mais torcedores aparecem e cercam o mesmo policial, o qual corre para tentar se proteger. Nesse momento, ele deixa a pistola cair. Um homem que usa boné, identificado posteriormente como Vilaça,, aparentemente o mesmo que discutiu com o policial, abaixa-se para pegar a arma.

“Olhando nossos arquivos, nós chegamos ao nome de dele [Luiz Fernando Nascimento Vilaça]. Integrante da torcida do Vasco, carioca e morador de São Paulo há dez anos”, disse o delegado Mario Sérgio de Oliveira Pinto, ao SPTV.

Vilaça é o mesmo torcedor que, em 2008, quase se jogou de São Januário quando o Vasco foi rebaixado. A proximidade entre a principal torcida organizada do Palmeiras e do Gigante da Colina é um fator que, para a Polícia Militar, pode explicar sua presença em um clássico de times paulistas.