São Paulo tem problemas na venda de ingressos e irrita torcida

O início da Libertadores para o São Paulo não está sendo nada bom. Depois de perder de forma vexatória na estreia da competição, para o maior rival, agora o clube enfrenta um problema na venda de ingressos para a partida contra o Danubio-URU, nesta quarta-feira (25), e está arriscado a entrar em campo com menos de 20 mil torcedores nas arquibancadas, um número muito abaixo do esperado.

LEIA MAIS:
São Paulo anuncia venda de pacote para a Libertadores nas bilheterias do Morumbi
São Paulo ultrapassa 50 mil sócios-torcedores e encosta em Flamengo e Santos no ranking

O pior de tudo é que os problemas se arrastam desde a semana passada. Para a partida contra o Audax Osasco, no sábado, os torcedores já enfrentaram uma dificuldade imensa para conseguir os ingressos, o que motivou até a divulgação de uma nota oficial do São Paulo se posicionando sobre o ocorrido. O clube alegou que a explicação era a troca de empresa responsável por comercializar os ingressos e a “complexidade do processo de mudança”.

A diretoria, diante do cenário adverso nas compras via internet, optou por vender os ingressos também nas bilheterias do Morumbi. No entanto, a medida surtiu pouco efeito. Desde que as vendas por lá se iniciaram, na tarde de terça-feira (24), foram vendidos apenas 2 mil ingressos a mais, pois também houve problemas.

De acordo com uma reportagem publicada pelo portal ESPN, a região do estádio está enfrentando adversidades com as fibras óticas subterrâneas, que conectam o sistema de venda de ingressos à internet, algo necessário para efetuar a compra. No sábado, dia do jogo contra o Audax Osasco, as operações chegaram a ficar suspensas por meia hora. Torcedores entrevistados pelo veículo relataram que estavam há duas horas na fila e que, neste período, viram poucas pessoas conseguirem comprar as entradas.

Além disso, devido à mudança da empresa que gerencia as vendas de ingressos, o banco de dados ainda não foi totalmente atualizado e a sincronização deve demorar ainda mais, já que a nova empresa ainda não conta com toda a infraestrutura necessária para trabalhar de forma plenamente satisfatória. De acordo com a ESPN, funcionários do clube chegaram a passar uma noite em claro tentando resolver a questão, mas não obtiveram sucesso.

Nas redes sociais, ao contrário do que foi observado nos últimos dias, boa parte dos torcedores parou de reclamar, indicando terem desistido da compra. Entretanto, alguns ainda criticam o fato de a situação ter chegado nesse ponto. O usuário tfsimoes, por exemplo, postou no Twitter: “Nota ZERO para a diretoria. Amadorismo inacreditável”.

Até o momento, foram vendidos apenas 17 mil ingressos para a partida, por volta de 25% da capacidade total do estádio. Somente uma reviravolta improvável deixaria a situação menos pior. Na última Libertadores disputada pelo time, em 2013, a estreia da equipe em seu estádio contou com 31 mil torcedores, quase o dobro do que foi vendido até agora.

Foto: Divulgação / São Paulo FC



Tudo o que preciso é um papel e uma caneta. Apaixonado por esportes desde 1900 e bolinha: de futebol, basquete, tênis, rugby...