São Paulo goleia Danubio em casa e mantém sonho vivo na Libertadores

Rubens Chiri/saopaulofc.net

O São Paulo fez seu primeiro jogo em casa pela Libertadores e goleou o Danubio por 4 x 0, reagindo no campeonato e embolando o grupo 2.

LEIA MAIS:
Opinião: Pato tem que jogar contra o Corinthians. O São Paulo que se vire

Mal começou o jogo e o time uruguaio já estava atrás no placar. Logo aos 4 minutos, Michel Bastos deu um passe de calcanhar para Reinaldo, que aplicou linda “caneta” em Formiliano e cruzou para Alexandre Pato completar de primeira para o gol. Bonito tento do camisa 11, confirmando sua boa fase.

Após o gol, o São Paulo continuou a apostar na “dobradinha” Reinaldo – Michel Bastos pela esquerda. Já o Danubio tentou equilibrar o jogo, mas sem perigo à meta de Rogério Ceni.

O tricolor pressionou. Aos 29, Ganso lançou para Pato, que tocou com perigo por cima do goleiro. E aos 36, Michel Bastos quase marcou o seu, não fosse o erro no domínio da bola.

O primeiro tempo já estava em sua etapa final quando Pato, novamente, ampliou para o time da casa. Quando o relógio marcou 40 minutos, o atacante aproveitou o cruzamento de Bruno e cabeceou no canto direito de Torgnascioli, fazendo seu segundo gol na noite.

Fim do primeiro no Cícero Pompeu de Toledo. Uma primeira etapa de muitas faltas, mas com um bom domínio são-paulino.

O segundo tempo começou com um cenário diferente: a defesa de Ceni após cabeceio de Pereira deu indícios de que a equipe uruguaia iria mais ao ataque.

E foi isso o que ocorreu. Sosa cobrou falta com perigo e obrigou o goleiro tricolor a espalmar para escanteio.

Mesmo pior na segunda etapa, o São Paulo chegou ao seu terceiro gol. Aos 24 minutos, Reinaldo recebeu bola de Michel Bastos e chutou para o gol. A bola ainda desviou em Joaquín Pereira antes de balançar as redes uruguaias. Festa da torcida são-paulina nas arquibancadas.

Não bastasse o complicado resultado, o Danubio teve que terminar o jogo com um jogador a menos. Após ofensas à Michel Bastos, o meio-campista Hamilton Pereira discutiu com o árbitro chileno e foi expulso.

E ainda teve tempo para o quarto gol. Próximo ao apagar das luzes, Hudson chuta de fora da área, a bola sobrou para Jonathan Cafu, que livre, só teve o trabalho de empurrar para o gol. Fim de jogo.

Com a goleada, o São Paulo ganhou forças para a competição, chegou a 3 pontos e aguarda o jogo entre San Lorenzo e Corinthians, que determinará sua colocação no grupo. Já o Danubio, lanterna do grupo 2, viu a classificação mais distante e só volta a jogar na competição no dia 13 de março, em casa, contra o Timão.

São Paulo: Rogério Ceni; Bruno (Thiago Mendes), Rafael Toloi, Dória e Reinaldo; Denilson (Hudson), Souza, Ganso e Michel Bastos (Jonathan Cafu); Alexandre Pato e Luis Fabiano. Técnico: Muricy Ramalho

Danubio: Franco Torgnascioli; Agustín Peña, Matías de los Santos (Velazquez), Fabricio Formiliano e Joaquín Pereyra; Renzo Pozzi, Hamilton Pereira, Ignacio González (Tabarez) e Leandro Sosa; Matías Castro e Bruno Fornaroli (Emiliano Ghan). Técnico: Leonardo Ramos

Gols: Pato, 4′-1ºT; Pato, 40′-1ºT; Reinaldo, 24′-2ºT e Jonathan Cafu, 43′-2ºT.

Cartões amarelos: Denilson, Bruno e Dória (São Paulo); Agustín Peña, González, Pereyra, Matías Castro (Danubio).

Cartão vermelho: Hamilton Pereira (Danubio)



Estudante de jornalismo da Universidade Metodista. Amante assíduo do futebol.