Relembre jogadores do futebol brasileiro que migraram para a China em 2015

Nunca antes na história do futebol, os chineses foram com tanta fome para cima dos clubes brasileiros em busca de jogadores. O Jiangsu Sainty foi o último a fazer um grande investimento. Nesta semana, o clube desembolsou 5 milhões de euros (cerca de R$ 16 milhões) e tirou o meia Jadson, do Corinthians.

LEIA MAIS: 
Opinião: Saída de Jadson para o futebol chinês é ruim para o Corinthians

Confira outras aquisições dos asiáticos, que injetaram quase R$ 120 milhões no mercado nacional em 2015

Barcos (atacante) – O jogador era a grande esperança do Grêmio para a temporada. No entanto, no início de fevereiro, o Tricolor liberou o argentino para o Tianjin Teda por cerca de R$ 10 milhões .

Marcelo Moreno (atacante) – Na semana seguinte ao anúncio oficial da saída de Barcos, o atacante boliviano acertou com o Changchun Yatai, que desembolsou o equivalente a 8 milhões de reais;

Diego Tardelli (atacante) – Até então o grande destaque do Atlético-MG, o jogador foi negociado no final de janeiro com o Shandong Luneng por cerca de R$ 17 milhões.

Conca (meia) – O meia argentino era pretendido por Flamengo e São Paulo, porém, o dinheiro chinês falou mais alto. No final de janeiro, o Shanghai SIPG anunciou a contratação do atleta do Fluminense por cerca de R$ 9 milhões.

Ricardo Goulart (meia-atacante) – Destaque do Cruzeiro no bicampeonato brasileiro (2013 e 2014), Goulart se transferiu ao Guangzhou Evergrande por cerca de R$ 48 milhões, naquela que foi a maior negociação da temporada do futebol brasileiro.

Anselmo Ramon (atacante) – Talvez tenha sido a negociação menos comentada na mídia, mas mesmo assim rendeu cerca de R$ 8 milhões aos cofres do Cruzeiro. O atleta que teve fraca passagem pela Raposa atuou por empréstimo pelo Hangzhou Greentown em 2014 e foi adquirido em definitivo pelos chineses em fevereiro deste ano.

crédito foto: Lucas Uebel/Site oficial do Grêmio



Rafael Alaby é jornalista diplomado pela FIAM (Faculdades Integradas Alcântara Machado), com passagens pela Chefia de Reportagem de Esportes, da TV Bandeirantes, em São Paulo e site KiGOL. Pós-graduado em Jornalismo Esportivo e Negócios do Esporte (FMU)