Profissional de FIFA critica falta de apoio no Brasil: “Talvez o cenário estivesse maior”

FIFA

Gustavo Chaves é jogador profissional de FIFA, campeão brasileiro em 2013, torneio que deu vaga para participar do Campeonato Mundial, na China.

A pesar do histórico invejável, Gustavo diz que no Brasil, diferentemente de outros países em que cyber atletas têm mais prestígio, é impossível viver sendo apenas jogador profissional de FIFA.

LEIA TAMBÉM
Profissional de League of Legends, Espeon enaltece comunidade em entrevista EXCLUSIVA

Em entrevista para a TV TEM, emissora filiada da Globo em Sorocaba, Gustavo contou que teve que arranjar outro emprego, pois o ganho com os prêmios e patrocínios provenientes da como player não é suficiente para cobrir os gastos da sua família.

Gustavo ainda acredita que se o Brasil tivesse mais apoio , teria mais espaço para o crescimento do game. “Em outros países, um player de FIFA consegue viver só disso. No brasil, não”, disse o jogador. “Se a produtora do jogo desse mais apoio para a gente, talvez o próprio cenário do jogo estaria maior hoje”, cobrou.

Na agenda do cyber atleta, o próximo compromisso será no TEM Games, também em Sorocaba. A competição de FIFA 15 contará com até 400 inscritos. “A comunidade sempre pediu o FIFA no TEM Games, então eu acho que vai lotar”, disse Gustavo.

Foto: Reprodução/TV TEM



Flávio Moreira é jornalista especializado em mídias sociais. Com passagens por UOL e Electronic Arts, é apaixonado por esporte e acredita na produção de conteúdo feito de torcedor para torcedor.