Renault admite aumentar investimentos e até voltar a ter equipe na F1

A Renault admite pela primeira vez repensar sua participação na Fórmula 1 e considera aumentar os investimentos com a categoria, podendo inclusive voltar a comandar uma equipe. Atualmente, a fabricante francesa atua apenas como fornecedora de motores, que são utilizados pela Red Bull – com quem foi tetracampeã do mundo entre 2010 e 2013 – e pela Toro Rosso.

LEIA MAIS:
Ricciardo lidera manhã do segundo dia de testes da F1 em Barcelona
Seis frases pra você entender a cabeça de Lewis Hamilton
Maldonado surpreende e lidera primeiro dia de testes em Barcelona
Susie Wolff culpa Felipe Nasr por acidente em Barcelona

Cyril Abiteboul, diretor da Renault, destacou que a empresa atua na Fórmula 1 visando aumentar sua visibilidade, e que está aberta para mudanças radicais “Nós estamos aqui pelo marketing. Então, pelo ponto de vista do marketing, precisamos fazer algumas coisas diferentes, estamos prontos para isto, estamos abertos a todas as possibilidades. A questão é passar bem a imagem da nossa marca, fazer com que nossa participação no esporte tenha o maior custo-benefício possível”, disse.

O dirigente ainda lamentou a diminuição no número de clientes da Renault na Fórmula 1. Até o ano passado, além de Red Bull e Toro Rosso, a empresa fornecia propulsores para a Lotus (agora cliente Mercedes) e Caterham, que foi extinta no começo de 2014. “Se olharmos bem, 2014 foi bastante complicado para nós. Nós tínhamos quatro clientes, entre eles um grande relacionamento com a Lotus. Agora, reduzimos a dois, sendo que ambos pertencem à Red Bull”, explica Abiteboul.

O diretor ainda garantiu que o foco da Renault atualmente está em manter um bom relacionamento com a Red Bull, mas que, neste momento, é inteiramente dependente do time austríaco. “No fim das contas, temos apenas um cliente e precisamos estar focados em deixá-lo satisfeito. Mas também é uma situação em que estamos totalmente dependentes da Red Bull. Por ora, precisamos de um bom relacionamento com eles”, diz o representante da fábrica francesa.

Foto: Getty Images



Jornalista com passagens pelas revistas Racing e House Mag.