Pepe comemora 80 anos lançando pré-venda de sua biografia em crowdfunding

O ex-futebolista e ex-treinador José Macia, mais conhecido como Pepe – segundo maior artilheiro da história do Santos, com 405 gols marcados em 750 partidas – lançou na véspera do seu aniversário de 80 anos, 23 de fevereiro, e com vigência de 60 dias, uma campanha de crowdfunding na plataforma Kickante para pré-venda da biografia “Pepe – O Canhão da Vila”, uma homenagem escrita por sua filha, Gisa Macia, e publicada pela Editora Realejo.

A campanha (www.kickante.com.br/pepe) foi criada especialmente para os fãs e possibilita o recebimento em casa da biografia autografada antes mesmo do lançamento oficial, previsto para maio. Outros benefícios são um encontro com o Pepe em um bar em Santos, litoral Paulista, e até um brunch exclusivo em dos locais mais marcantes de sua juventude, em São Vicente, também no litoral, e variam de acordo com o valor da colaboração.

LEIA MAIS:

Santos firma parceria com companhia aérea e terá marca exposta a 4 milhões de pessoas

Também está prestes a ser lançado um documentário sobre o atleta, dirigido por Rodrigo Viana e José Luiz Tahan. Tanto o livro quando o documentário surgiram da necessidade em registrar e expor os principais acontecimentos do futebol nas décadas de 50 e 60, segundo os passos de Pepe.

Gisa Macia, que é jornalista esportiva e vivencia o futebol, explica que isso acontece por ser possível enxergarmos os reflexos da colaboração de seu pai até os dias de hoje.

Pepe jogou como ponta-esquerda ao lado de Pelé, Zito, Garrincha, Zagallo, Rivelino e outros craques durante duas Copas do Mundo ganhas pela Seleção Brasileira, em 1958 e 1962. Foi também o jogador que mais conquistou títulos com a camisa do Santos Futebol Clube: foram 27 oficiais em seus 15 anos de atuação no time, superando até Pelé.

Pepe carrega ainda o título de maior vencedor do Campeonato Paulista, com 13 títulos (11 como jogador do Santos, um como técnico do mesmo time e um como técnico da Inter de Limeira) e do Campeonato Brasileiro, com sete títulos (seis como jogador do Santos e um como técnico do São Paulo). O apelido “Canhão da Vila”, termo utilizado no título do livro, surgiu por conta de seu forte chute.

Diante de tanta vivência e vitórias no futebol, em 2006, Pepe lançou o livro “Bombas de Alegria – Meio século de histórias do Canhão da Vila”, também pela Editora Realejo. O livro, contudo, é constituído por “causos”: uma série de textos curtos com histórias próprias, diferente do “Pepe – O Canhão da Vila”, que possui estrutura biográfica, com intuito de reconhecê-lo como um dos maiores jogadores do esporte bretão.

Sobre a Realejo Edições

A Realejo Livros, do livreiro José Luiz Tahan, nasceu como livraria em 2001, dentro da Universidade Católica de Santos. Em 2003, mudou-se para o espaço no coração do Gonzaga, bairro da cidade. O segundo capítulo dessa história teve início em 2006, quando José Luiz decidiu expandir seu trabalho, criando a Realejo Edições. No final de 2007 foi inaugurada a segunda loja, no Shopping Miramar, em Santos. Mais tarde, em 2009, inicia-se um novo capítulo na empresa com a estreia do festival internacional de literatura, o Tarrafa Literária. Com inspiração em Paraty e Passo Fundo, cidades que sediam outros grandes eventos literários, a Realejo criou um importante festival que já faz parte do circuito internacional das letras. Hoje em dia a editora já conta com quase 30 títulos.

Ficha técnica “Pepe – O Canhão da Vila”
Título: “Pepe – O Canhão da Vila”
Autor: Gisa Macia

Foto: Divulgação



Rafael Alaby é jornalista diplomado pela FIAM (Faculdades Integradas Alcântara Machado), com passagens pela Chefia de Reportagem de Esportes, da TV Bandeirantes, em São Paulo e site KiGOL. Pós-graduado em Jornalismo Esportivo e Negócios do Esporte (FMU)