Opinião: San Lorenzo é o grande rival do São Paulo na Libertadores

Majestoso

Rivalidade mexe com a cabeça do torcedor, ganhar do time do amigo faz bem até para o ego, gosto de revanche é sempre especial. Sim, tudo isso é verdade no mundo do futebol. Mas o São Paulo precisa levantar a cabeça e esquecer um pouco a derrota para o Corinthians na Libertadores. O grande rival tem que ser o San Lorenzo.

LEIA MAIS
Cinco lições que o São Paulo aprendeu na derrota para o Corinthians

O Corinthians de 2015 é um time que incrivelmente deu liga em pouco tempo. Vai dar certo e conquistar títulos? É cedo para dizer, tudo pode mudar. Mas é fato incontestável que o Timão largou na frente sob o comando do reciclado Tite.

O São Paulo, por sua vez, tem um elenco à altura dos melhores times do Brasil, mas o técnico Muricy Ramalho ainda parece penar para encontrar a forma ideal de levar o Tricolor a campo. Como a primeira fase da Libertadores se resolve em apenas cinco jogos a partir de agora, não há tempo para ficar remoendo a derrota por 2 a 0 na primeira partida.

A equipe tricolor não conseguiu nada do que se propôs a fazer no jogo na Arena Corinthians. Entrou com cinco jogadores de meio de campo, mas não teve mais posse de bola, não criou e ainda levou um gol nos primeiros 15 minutos.

Do que adiantou a estratégia de Muricy Ramalho? Tanto que nem a clara falta cometida por Emerson Sheik e não marcada pelo árbitro no lance que gerou o segundo gol corintiano foi desculpa para a derrota.

O San Lorenzo estreou ontem na Libertadores e só ganhou do Danúbio, no Uruguai, porque a equipe adversária demonstrou sua fragilidade da pior forma possível: não conseguiu segurar uma vantagem nos cinco minutos finais. Assim, os atuais campeões da Libertadores conseguiram três pontos fora de casa.

O São Paulo não pode bobear. Precisa saber que o Danúbio é um adversário do qual precisará tirar seis pontos, com vitórias no Centenário e no Morumbi.. O primeiro duelo é em casa, na semana que vem. Um novo tropeço não será fácil de reverter. Virão, na sequência, os dois jogos decisivos contra o San Lorenzo, antes de fechar a fase de grupos contra Danúbio e Corinthians.

O peso das partidas seguidas contra o San Lorenzo deverá ser praticamente igual ao de uma mata-mata. Em um mero palpite, eu apostaria que o Tricolor chegará à terceira rodada com três pontos após uma vitória sobre os uruguaios. E aposto ainda que o San Lorenzo terá esses mesmos três pontos, já que não confio no poder do time argentino contra o Corinthians jogando em um estádio com portões fechados em casa.

Assim, o Tricolor pode até resolver sua vida com vitórias sobre o San Lorenzo. Esse é o grande rival do Tricolor nessa fase da Libertadores. A revanche contra o Corinthians? Tudo ao seu tempo, mas há prioridades.



Editor do Torcedores.com, está no site desde julho de 2014. Formado pela Universidade Metodista de São Paulo, já passou por UOL, Editora Abril e Rede Record. Participou da cobertura da Copa do Mundo de 2014, de dois Pans, dos Jogos Olímpicos de Londres 2012 e do Rio 2016. Também colabora com o ONDDA, site "irmão" do Torcedores.com.