Opinião: Goleada do São Paulo não pode iludir os jogadores. Time ainda carece de conjunto

Após a estreia apática contra o Corinthians (derrota por 2 a 0) na Copa Libertadores, o São Paulo reagiu bem às cobranças da torcida e comissão técnica, e sem muito trabalho goleou o fraco Danúbio-URU por 4 a 0, no Morumbi vazio, com pouco mais de 16 mil pagantes. Apesar do placar elástico, o Tricolor não mostrou um futebol envolvente. Venceu graças aos seus talentos técnicos contra um rival frágil, que se disputasse o Paulistão, muito provavelmente, lutaria contra a degola.

LEIA MAIS:

São Paulo x Danubio-URU: Veja os gols da goleada tricolor

Entendo que ainda falta conjunto ao time são paulino. Falta maior dinamismo ao meio de campo. O talentoso Paulo Henrique Ganso, mais uma vez, teve pouca mobilidade. Os volantes Denilson e Souza participaram pouco do jogo. O atacante Luis Fabiano quase não encostou na bola. Em contrapartida, os laterais estiveram mais presentes no campo ofensivo. Reinaldo e Bruno deram assistências para os dois gols do oportunista Alexandre Pato no primeiro tempo. O atleta emprestado pelo arquirrival Corinthians foi o grande destaque. A tendência é que siga entre os titulares pelo menos até o final da fase de grupos. Obs: Devido a cláusula contratual, Pato não pode enfrentar o ex-clube na última rodada, exceto se os dirigentes tricolores pagarem multa de R$ 1 milhão.

O Tricolor voltou sonolento para o segundo tempo. O Danúbio até arriscou algumas investidas no ataque, mas esbarrou nas suas próprias limitações. Quando a torcida já dava sinais de impaciência, os anfitriões fizeram 3 a 0. Reinaldo recebeu de Michel Bastos, arriscou chute cruzado, e contou com o desvio no zagueiro adversário para superar o goleiro Torgnascioli. A tarefa ficou ainda mais fácil após a expulsão do meia Hamilton Pereira. Jonathan Cafu, que havia acabado de entrar, fechou a tampa do caixão uruguaio.

O resultado dará mais moral ao São Paulo. No entanto, torcedores e jogadores não podem se iludir com a goleada. O time ainda precisa evoluir caso queira se credenciar como forte favorito ao tetracampeonato da Copa Libertadores. No próximo compromisso não encontrará a mesma moleza. Daqui a três semanas, receberá o atual campeão San Lorenzo, no Morumbi.

Rápido pitaco: O Danúbio será o saco de pancadas no grupo 2 da Libertadores. Deve ser o fiel da balança. Corinthians e São Paulo não podem perder pontos em hipótese alguma para os uruguaios.

Crédito foto: Rubens Chiri/saopaulofc.net



Rafael Alaby é jornalista diplomado pela FIAM (Faculdades Integradas Alcântara Machado), com passagens pela Chefia de Reportagem de Esportes, da TV Bandeirantes, em São Paulo e site KiGOL. Pós-graduado em Jornalismo Esportivo e Negócios do Esporte (FMU)