Opinião: Lodeiro cuspindo no prato que comeu

Lodeiro

A cerca de um mês após deixar o “Todo Poderoso”, o meia Nicolás Lodeiro anda cuspindo no prato em que comeu e polemizando na terra do tango. Em entrevista disse o que o levou a sair do Corinthians ” O Boca é maior”. Famoso mimimi de jogador que fica no banco. Em oito meses no Parque São Jorge, o uruguaio atuou em apenas sete jogos oficiais.

LEIA MAIS
Perto de deixar o Corinthians, Jadson não é relacionado para partida desta quarta

“Boca é um dos maiores do mundo. E não digo para ficar bem. No Uruguai, sempre vemos o futebol argentino e sabemos que Boca ganhou tudo. Jogar na Bombonera é especial, qualquer jogador pode te dizer. Parece uma frase feita, mas Boca é Boca, é muito importante. Eu estava no Corinthians, mas o Boca é maior. Não tenho dúvidas”, disse Lodeiro ao jornal quase sempre censurado na argentina, Clarín.

Fica muito claro que o jogador quis jogar vinagre numa feridinha antiga do Corinthians, já que todo mundo se lembra daquela Libertadores que certamente será esquecida este ano, graças a nossa ótima campanha.

Lodeiro não deixou saudades no Corinthians quando foi oficializado como reforço do time argentino, no início deste mês. E já que o Boca é tão grande, ele deveria guardar sua língua dentro dela, desculpa o trocadilho.

Foto: Reprodução/Twitter



Formada em jornalismo pelo Mackenzie, demorei anos para perceber que dá, sim, para ir atrás dos sonhos e trabalhar com o que se gosta: o esporte. Hoje me divido entre o esporte e a política. Nunca vou me conformar com os que dizem: "É só futebol.."