Jerome Kersey, ídolo do Portland Blazers, morre aos 52 anos

(Foto: Getty Images)

Luto. Assim amanheceu a NBA na manhã desta quinta-feira (19) após o anúncio da morte de Jerome Kersey. Um dos jogadores mais adorados na história da liga e um dos principais nomes do Portland Trail Blazers teve óbito confirmado ainda na noite de ontem (18), causa ainda não foi revelada.

LEIA MAIS:

O histórico de Michael Jordan no All-Star Game da NBA

Knicks confirmam que Carmelo Anthony está fora da temporada

Kersey disputou 11 de suas 17 temporadas pela franquia de Portland. O ex-ala foi a segunda escolha no draft de 1984 e jogou ao lado de Clyde Drexler e Kiki Vandeweghe, membros do Hall da Fama do basquete.

“Hoje perdemos uma pessoa incrível e um dos jogadores mais queridos que já usaram o uniforme do Trail Blazers. Meus pensamentos e condolências estão com a família Kersey. Todos nós sentiremos sua falta. É uma perda terrível”, disse em comunicado Paul Allen, proprietário dos Blazers.

Após saber da noticia, o ex-companheiro Clyde Drexler também prestou sua homenagem a Jerome Kersey. “É uma enorme perda para a comunidade de Portland. Ele foi o maior cara, o amigo mais fiel, companheiro e irmão. Era amado por todos. Nós todos vamos sentir falta dele. Ele se preocupava tanto. Isto é inacreditável”, disse.

Quando se aposentou em 2001, Kersey mantinha o segundo lugar na lista de todos os tempos dos Blazers em jogos (831) e rebotes (5078), e terceiro em tocos (621) e roubos de bola (1059). Após deixar o Portland, Jerome atuou por Golden State Warriors, Los Angeles Lakers, San Antonio Spurs e Milwaukee Bucks. Junto com os Spurs conquistou o título da NBA em 1999.

Damian Lillard, principal estrela de Portland atualmente, também demonstrou sua tristeza com a morte de Kersey em sua conta no Twitter. “Descanse em paz, Jerome Kersey. Eu falava com ele sobre a vida, altos e baixos de uma temporada da NBA. Se foi muito cedo, é muito amado. Minhas preces para a família”.

Kersey também foi treinador assistente nos Bucks 2004-05. Além disso, no início de sua aposentadoria, ele serviu como assistente na equipe de verão dos Blazers. Também atuava como uma espécie embaixador da equipe.

“É realmente um dia triste para a nossa organização, para a cidade de Portland e para a NBA. Jerome será lembrado não só por suas contribuições incríveis na quadra, mas seu tremendo impacto em nossa comunidade” disse o presidente do Portland Trail Blazers, Chris McGowan.

Jerome Kersey vivia com sua esposa, Teri, em Lake Oswego, no estado de Oregon. Ele tinha quatro filhas.

Texto de Felippe Saccab. Mais em www.theplayoffs.com.br.

Crédito da foto: Getty Images



O The Playoffs é o primeiro portal brasileiro de esportes americanos. Com notícias diárias e atualizadas, fala das quatro principais ligas esportivas da América do Norte: NBA, NFL, NHL e MLB.