Guadalajara desiste de sediar o Mundial de natação em 2017

Olimpíadas
Getty Imagens

O governo do México informou à FINA, Federação internacional de Esportes Aquáticos, que a cidade de Guadalajara não poderá sediar o Mundial de natação em 2017 por problemas no orçamento.

O governo informou vai pagar uma multa de 5 milhões de dólares (cerca de R$ 13 milhões) por desistir em cima da hora do evento. Já foram gastou 9,5 milhões de dólares (R$ 25 milhões) na estrutura do campeonato, mas o orçamento previa um investimento total de 100 milhões de dólares (cerca de R$ 260 milhões).

Com os valores da exportação de petróleo caindo, o governo mexicano anunciou um corte em torno de 8,4 bilhões de dólares no orçamento. “Após revisão do orçamento, nos entendemos que Guadalajara, não poderá ser sede do evento da Fina”, disse o diretor mexicano Jesus Mena, diretor Geral da Comissão Nacional de Desportes (CONADE).

Estados Unidos e Austrália já negaram que serão os países tampões da competição de 2017. A cidade de Guadalajara, recebeu o direito de sediar o Mundial ainda em 2011 depois da Fina selecionar a Rússia pra ser o país sede em 2015.

Em 2013, Dubai desistiu de ser país sede e Barcelona aceitou ser sede tampão. Gwangju na Coréia do Sul será receberá o Mundial em 2019, enquanto Budapest na Hungary foi escolhida para o evento em 2021.



Aficcionado por esportes, mas muito mais interessado pelos negócios milionários que correm detrás do esporte. Meu intuito é poder escrever e dissertar sobre tudo oque acontece nos bastidores.