Gigantes europeus faturam milhões com patrocínios do Oriente Médio

Muito se questionou a escola de samba Beija-Flor, campeã do Carnaval do Rio de Janeiro, a respeito de sua idoneidade por ter recebido R$ 10 milhões para a confecção de um samba-enredo em homenagem a Guiné Equatorial, contudo, o futebol europeu não está imune de receber dinheiro de locais não tão afeitos aos regime democrático, como o Oriente Médio. Segundo pesquisa do Ibope Repucom, apenas na última temporada, os Emirados Árabes Unidos e o Qatar gastaram aproximadamente €160 milhões patrocinando times das maiores ligas da Europa.

LEIA MAIS:
Pesquisa inédita mostra as melhores formas de publicidade no futebol brasileiro; veja
FERJ admite erros de arbitragem no Campeonato Carioca
Pesquisa mostra que Messi tem mais fãs do que Cristiano Ronaldo

O faturamento com a inserção de logos em camisas dos times que participam das seis maiores ligas de futebol da Europa atingiu o valor de €687 milhões na temporada 2014/2015, o que representa um aumento de mais de 20% na última temporada em comparação com a anterior, sendo o investimento estrangeiro uma das principais causas deste incremento.

Os campeonatos Inglês (36%) e Espanhol (30%) foram os que tiveram maior aumento de faturamento na última temporada com publicidade deste tipo. Em seguida, aparecem as competições realizadas na Itália (21%), na França (13%) e na Alemanha (9%). Apenas a liga da Holanda teve um declínio, de 5%, na receita proveniente do patrocínio de camisas.

“O sucesso do futebol europeu não tem segredo e pode ser explicado pela junção dos melhores jogadores do mundo com campeonatos de prestígio, um calendário organizado, estádios de primeiro mundo e uma exposição global por meio de transmissões de televisão, tanto ao vivo quanto reprisadas. Todos esses fatores valorizam cada partida e, consequentemente, aumentam ainda mais o interesse de torcedores e empresas que querem investir neste negócio”, afirma José Colagrossi, diretor do IBOPE Repucom.

A Liga Espanhola foi a que mais arrecadou com patrocínio estrangeiro: 86% do valor obtido com a inserção de logos nas camisas dos times veio de fora do país. Depois, aparecem o Campeonato Inglês (75%), o Francês (68%), o Italiano (47%), o Alemão (24%) e o Holandês (19%).

Receitas geradas pelo patrocínio de camisas por campeonato:

Foto: Getty Images