Esgrimista abandona equipe olímpica e diz ter vergonha de defender o Brasil

Reprodução

O Rio de Janeiro receberá os Jogos Olímpicos daqui 15 meses, mas os casos de esportistas que criticam a falta de apoio só crescem. A esgrimista Élora Ugo decidiu abandonar o esporte e gravou um depoimento para criticar a falta de apoio.

LEIA MAIS
Prefeito do Rio diz que “odeia” ter construído campo de golfe para os Jogos de 2016
Eduarda Amorim é eleita a melhor jogadora de handebol do mundo
Rio terá pelo menos três locais de exibição pública dos Jogos de 2016

Em um vídeo de pouco mais de cinco minutos e que foi divulgada pelo Blog do José Cruz, a esgrimista de 29 anos desistiu de participar da preparação para a Olimpíada de 2016.

“Estou, ou pelo menos estava na equipe que se preparava para as Olimpíadas de 2016. Não estou mais, estou saindo da equipe porque cheguei em um ponto que me vi sem ajuda, sem patrocínio”, afirmou.

Élora criticou a corrupção no meio esportivo que acaba tirando o apoio dos atletas.

“Apesar de eu não ser uma atleta top, que iria com certeza ganhar medalha, eu não quero representar o meu país dessa forma, eu tenho vergonha de competir pelo Brasil, sabendo dessas coisas. Tenho vergonha dessas pessoas que são coniventes e concordam com o que está acontecendo”, disse Élora no vídeo.

A esgrimista representou o Brasil em diversas competições e fez parte da delegação dos Jogos de Atenas, em 2004, e nos Jogos Pan-Americanos de Santo Domingo, em 2003, e Guadalajara, em 2011.

Confira o depoimento:

Crédito da foto: Reprodução



Editor senior do Torcedores.com, o jornalista formou-se na Universidade Metodista em 2009 e passou pelas redações do Diário do Grande ABC, Agora SP, UOL e Fox Sports, onde fez a cobertura da Copa do Mundo de 2014. Está no Torcedores desde outubro de 2014.