Denis será operado no ombro e poderá ficar seis meses parado

Uma notícia triste foi veiculada na manhã desta segunda-feira (23) no São Paulo: o goleiro Denis, reserva imediato de Rogério Ceni, terá de ser operado devido a um problema crônico no ombro e ficará fora dos gramados até, pelo menos, o final do primeiro semestre.

LEIA MAIS:
Opinião: Muricy é teimoso e vai morrer com as suas convicções. Infelizmente

A informação foi confirmada pelo médico do time, José Sanchez, em entrevista coletiva concedida no CT da Barra Funda. “Essa lesão causa limitação dos movimentos, o que atrapalha muito um goleiro. Ele vinha com limitações há alguns dias e vínhamos acompanhando. A ressonância mostrou o problema. É um momento difícil para o goleiro”, disse Sanchez.

Tendo jogado apenas uma partida em 2015, Denis encarava esta temporada com muita expectativa, uma vez que o titular absoluto da equipe, Rogério Ceni, anunciou sua aposentadoria para o fim da Libertadores, no meio do ano, o que abriria a oportunidade para o goleiro finalmente virar titular da equipe.

Desde que chegou ao São Paulo, em 2009, Denis fez apenas 88 jogos com a camisa Tricolor. O período em que conseguiu obter a maior sequência embaixo das traves foi em 2012, quando Rogério Ceni se recuperava da mesma lesão que agora o assola.

“Não pode simplesmente falar e enfiar goela abaixo. Fizemos ele entender a necessidade da intervenção (cirúrgica), apesar de ainda conseguir participar dos treinos”, disse o médico são paulino, revelando que o goleiro vinha sentindo dores há um certo tempo. Ele não quis estipular o tempo exato para o retorno do jogador, mas especula-se que fique por volta de seis meses afastado.

Denis é o terceiro goleiro do São Paulo que suportou ficar por um tempo considerável na condição de apenas um reserva de Rogério Ceni. No final dos anos 90 e na primeira metade da década de 2000, o posto foi ocupado por Roger. Depois, Bosco foi quem segurou a responsabilidade. Ambos já se aposentaram do futebol.

Foto: Divulgação / São Paulo FC



Tudo o que preciso é um papel e uma caneta. Apaixonado por esportes desde 1900 e bolinha: de futebol, basquete, tênis, rugby...