Danilo diz que viveu o auge da carreira no São Paulo e não lamenta seleção

Divulgação

O meia Danilo, um dos principais e mais decisivos jogadores do atual elenco do Corinthians, admitiu em entrevista para o programa Arena SporTV, que a despeito da excelente fase que vive no alvinegro, o auge de sua carreira foi enquanto defendia o São Paulo, entre 2004 e 2006.

LEIA MAIS:
Opinião: Danilo chegou no Corinthians para somar, acabou multiplicando
Casagrande elogia Jobson por superar as drogas: “Eu tenho o mesmo problema”

Perguntado se sentia alguma mágoa por não ter tido uma chance sequer na seleção, mesmo tendo sido um jogador regular ao longo de toda a sua carreira, Danilo disse que não, apesar de ter vivido uma temporada brilhante com a camisa Tricolor em 2005, em especial.

“Não sinto mágoa, não. No meu auge, no São Paulo, em 2005, a seleção brasileira era bem servida na minha posição. Tinha o Ronaldinho (Gaúcho), o Kaká…”, ponderou, com a humildade costumeira. Danilo acrescentou que para ele, o importante foi ter sido útil e vencedor de torneios importantes nos times em que jogou.

Revelado no Goiás, Danilo foi comprado pelo São Paulo em 2004 e, em pouco tempo, virou titular da equipe. Em 2005, foi o meia de criação do time que conquistou a Libertadores e o Mundial de Clubes. Antes de se transferir para o Japão, no final de 2006, teve tempo de ganhar um Brasileirão no Morumbi. Desde 2010 defende o Corinthians, onde também ganhou uma Libertadores, um Mundial de Clubes e um Brasileirão.

Foto: Divulgação / São Paulo FC



Tudo o que preciso é um papel e uma caneta. Apaixonado por esportes desde 1900 e bolinha: de futebol, basquete, tênis, rugby...