América-MG joga com raça, vence Atlético e é vice-líder do Mineiro

Divulgação/Atlético-MG

Com um time desfigurado e uma atuação aquém do que a torcida esperava, o Atlético foi batido pelo América-MG, que não tinha nada a ver com os problemas do Galo, fez 2 a 1, após sofrer um gol e perder um jogador por expulsão, com direito a um golaço do lateral Bryan.

América e Atlético fizeram um clássico com momentos distintos na tarde deste domingo, no Independência. O primeiro tempo do jogo foi morno, com poucas oportunidades de lado a lado, com uma análise positiva para a presença do estreante Sherman Cardenas, que apareceu bem e dava um toque diferente ao time alvinegro, que não conseguia furar a boa marcação do time americano.

No Coelho destaque para o veterano Mancini e para o meio campo Diego Lorenzi, que assim como o rival, enfrentavam dificuldades com a marcação bem feita e muito pegada. Aliado a isso tudo tivemos o grande número de erros de passe, o que deixou o jogo meio travado.

No segundo tempo até os 11 minutos o jogo dava mostras de que iria continuar na mesma batida, até que o lateral americano Patrick fez pênalti em Cesinha, o atacante sairia cara a cara com o goleiro João e foi puxado e tocado na área. Pênalti para o Galo, André bateu bem e fez a alegria da Massa.

A torcida do Galo ainda estava comemorando, quando aos 19, Bryan em grande jogada individual, deu um lençol na defesa e mandou uma “borrachada” pro gol de Víctor – um pouco adiantado – e saiu pra comemorar. A partir daí quem parecia estar com 10 jogadores era o Atlético, que não conseguia construir jogadas que o levassem a melhor sorte na partida.

O América por sua vez era insinuante e rápido em seus contra ataques, aos 29 da segunda etapa Edcarlos fez falta – fora da área – em Felipe Amorim e o árbitro Igor Jr. Benevenuto marcou pênalti, Mancini bateu praticamente no centro do gol para vencer Víctor e dar números finais ao “Clássico das Multidões”.

O alviverde agora lidera ao lado do Cruzeiro com 10 pontos. Na próxima rodada o time recebe a Caldense, sábado às 18:30, na Arena Independência. Já o Galo recebe o Guarani de Divinópolis, no Domingo, às 16 horas, também no estádio do Horto.

Crédito da foto: Divulgação/Atlético-MG