Aguirre faz mistério para o jogo do Inter contra a Universidad de Chile

A formação do Inter para o confronto contra a Universidad de Chile na noite de quinta-feira (20h15), no Beira-Rio, pela segunda rodada da Copa Libertadores, ainda é uma incógnita. O técnico Diego Aguirre fechou à imprensa o último treinamento antes do duelo.

LEIA MAIS:
Jornalista canta música tradicional gaúcha ao vivo na TV

Foram permitidas apenas as imagens dos primeiros 20 minutos da atividade no Beira-Rio. Nesse período, os atletas fizeram alongamentos e rápidas trocas de passes. Durante o treinamento coletivo, os jornalistas foram retirados.

Sabe-se que Aguirre não vai contar com o atacante Nilmar, que cumpre suspensão após a expulsão na estreia contra o The Strongest, em La Paz. O meia Alex e o atacante Rafael Moura brigam pela vaga. Podem haver novidades no contestado sistema defensivo. O zagueiro Réver tem boas chances de aparecer entre os titulares, assim como o veterano Juan. Outra preocupação é em relação ao poder de marcação no meio de campo. O uruguaio Nicolás Freitas, que se destaca pela contensão de jogadas, deve ser escalado.

Com a derrota na estreia para o The Strongest e as duas vitórias seguidas do Emelec pelo grupo 4, o Inter entrará em campo pressionado pela vitória. Um tropeço em casa diminuirá as chances de classificação às oitavas de final da competição sul-americana.

A tendência é que o Inter entre em campo com: Alisson; Léo, Ernando, Alan Costa (Réver ou Juan) e Fabrício; Nicolás Freitas, Nilton, Aránguiz, Alex (Rafael Moura) e D’Alessandro; Eduardo Sasha

crédito foto: Site oficial do Internacional



Rafael Alaby é jornalista diplomado pela FIAM (Faculdades Integradas Alcântara Machado), com passagens pela Chefia de Reportagem de Esportes, da TV Bandeirantes, em São Paulo e site KiGOL. Pós-graduado em Jornalismo Esportivo e Negócios do Esporte (FMU)