Opinião: A permanência de Jadson pode influenciar Guerrero?

Jadson
Getty Images

Nessa quarta-feira (25) foi divulgada a decisão do meia Jadson, de permanecer no Sport Club Corinthians Paulista, mesmo após ter recebido uma tentadora proposta do clube chinês Jiangsu Sainty.

LEIA MAIS
Corinthians divulga em suas redes sociais que Jadson fica

Se fosse para a China, o jogador receberia cerca de R$150 mil a mais de salário. A negociação seria financeiramente mais interessante para o próprio Corinthians, do que para o meia, pois o Jiangsu pagaria integralmente o valor da multa rescisória ao clube.

O atual presidente do Corinthians, Roberto de Andrade, já havia declarado que o dinheiro da multa rescisória de Jadson poderia auxiliar nas negociações com Paolo Guerrero.

O Timão vem a meses em uma queda de braço que parece não ter fim, com o atacante peruano. Em 2014, o jogador teve grande destaque; e quando desfalcava o time, a queda de rendimento do elenco, era notória. Mas, para a renovação do seu contrato, o Corinthians teria que desembolsar R$ 18 milhões em luvas (à vista), e um salário de R$ 500 mil. O salário não é o problema central, mas as luvas são o obstáculo para a renovação, já que o clube aceita pagar R$ 13 milhões.

Guerrero não retrocede, e Corinthians não avança!

Nessa primeira temporada de 2015 o bom desempenho de Danilo e Emerson Sheik amenizaram, e muito a ausência de Guerrero nos gramados. Será que, mesmo neste novo contexto ele continuará exigindo os mesmos R$ 18 milhões para renovar?

Foto: Getty Images



Estudante de jornalismo na Umesp, e de futebol na Universidade do Futebol. Trabalha na rádio Jovem Pan, no programa \"No Mundo da Bola\". Fez algumas participações comentando sobre futebol na rádio Bradesco Esportes FM. Apaixonada e viciada em tudo o que acontece no mundo da bola; dentro e fora das quatro linhas!