Unimed reconhece atraso em pagamentos e jogadores do Fluminense podem sair

Palmeiras
Getty Images

A debandada dos medalhões do Fluminense após o fim da parceria com a Unimed não aconteceu. Embora muitas propostas tenham chegado às Laranjeiras, apenas Bruno, Carlinhos e Rafael Sobis deixaram o time que ainda conta em seu elenco com Fred, Conca, Jean, Cícero, Wagner e Walter, contudo, a permanência desses jogadores ainda não está assegurada.

LEIA MAIS:
“Gordinho” Walter vira alvo de brincadeira na internet por viagem aos EUA
Flamengo segue na frente do Corinthians em ranking da Timemania; veja a lista

Os atrasos no pagamento de direito de imagem por parte da ex-patrocinadora é uma realidade retratada por alguns dos atletas tricolores, como fez Jean em entrevista ao Lancenet:

“É um assunto muito delicado. É complicado trabalhar dessa forma. Vai para o segundo mês amanhã (terça-feira). Recebemos normalmente no segundo mês. Não é fácil, mas temos que saber separar as coisas. É uma situação muito delicada. Acaba dificultando um pouquinho. A parte extracampo fica complicada. Todos têm família. Prefiro não me alongar para não criar polêmica. Não podemos pensar muito nisso, mas, de uma forma ou outra, tem de pensar. Temos nossas prioridades e isso acaba envolvendo. Não saber quando vai receber é muito ruim. Espero que possa se resolver em breve. Devido ao número de jogadores que saíram, é natural o torcedor ficar sempre perguntando se A ou B vai ficar. Não adianta nós falarmos que está bom. Realmente está complicado. Se tiver coisa boa para o Fluminense, para o jogador, para todo mundo… É impossível de não ser realizado”, afirmou o volante.

A declaração causou certo temor entre os torcedores tricolores, sobretudo porque próximo de a temporada começar, esse fantasma de desmanche no Fluminense volta a assombrar. Só que dessa vez, no entanto, a realidade está bastante escancarada, já que a própria Unimed reconheceu os atrasos e disse, por meio de nota oficial, não ser a sua resolução uma prioridade:

A Unimed-Rio reitera que seu maior compromisso é com o pagamento da rede assistencial, formada por hospitais, clínicas e cerca de 5 mil médicos cooperados, em benefício de seus mais de 1 milhão de clientes. Pretende honrar seus compromissos com alguns atletas do Fluminense, cumprindo um cronograma de desembolso que levará em conta, entre outros fatores, a disponibilidade de caixa da cooperativa e a perspectiva de negociação desses profissionais”.

Foto: Getty Images