União de milionários após alguns drinks é o segredo do novo time de Goulart

negociações

O Guangzhou Evergrande protagonizou a maior transferência do mercado brasileiro em 2015. Em poucos dias chegou, ofereceu R$ 48 milhões ao Cruzeiro e levou Ricardo Goulart, o melhor jogador do último Brasileirão, para o outro lado do mundo.

LEIA MAIS
Por 15 milhões de euros, Ricardo Goulart deixa o Cruzeiro e acerta com time chinês
Mercado da Bola: Dirigente do Cruzeiro garante que contratará substituto para Goulart
Goulart se despede do Cruzeiro e não teme perder visibilidade com ida para China

Mas a fama do principal time chinês na atualidade não deveria causar espanto. O mesmo Guangzhou já tornou o argentino Dario Conca o dono do terceiro maior salário do mundo em 2011. Mas mesmo que o investimento no futebol seja grande, ele é uma parte pequena da fortuna dos dois donos do clube: Xu Jiayin e Jack Ma.

Se para os torcedores estes nomes não remetem a grandes feitos, no mundo dos negócios a dupla é das mais conhecidas. O primeiro é dono do Evergrande Real Estate Group, conglomerado de investidores do setor da construção civil e imobiliário na China, e o segundo é o proprietário do Alibaba, maior grupo de comércio eletrônico do mundo.

E a ideia de unir dois dos homens mais ricos do país que mais cresce no mundo surgiu durante uma noite regada a muitos drinks em Hong Kong em junho de 2014. Envolvido com o efeito álcool, Jack Ma decidiu comprar 50% do clube por 192 milhões de euros e Xu Jiayin aceitou.

Na manhã seguinte, obviamente de ressaca, os dois empresários conversaram 15 minutos por telefone e sacramentaram o negócio.

“Eu voltei para a companhia, as pessoas da empresa estavam em uma reunião, mandei todos embora e disse que precisava de cinco minutos e falei que esperava fazer este investimento de forma feliz. A indústria do futebol chinês precisava de alguém para agitar as coisas”, disse Jack Ma na época.

Segundo a Forbes, a entrada do Alibaba na bolsa de valores fez de Ma o homem mais rico da China, com fortuna estimada em 20,8 bilhões de dólares, na 36ª posição no mundo. Xu tem ‘apenas’ 5,9 bilhões no cofre. Suficiente para pagar entre R$ 800 e R$ 1 milhão a Goulart.

O Guangzhou só conseguiu atingir um patamar respeitável no futebol chinês com o investimento de Xu Jiayin. Antes, o time vivia na gangorra entre a primeira e a segunda divisão.

Porém, com o dinheiro investido, conquistou a Liga dos Campeões da Ásia em 2013 e quatro vezes a liga chinesa. No Mundial de Clubes de 2013, o time foi derrotado pelo Atlético-MG por 3 a 2 na disputa do terceiro lugar.

Na China, o ex-jogador do Cruzeiro será comandado por Marcelo Lippi, diretor, e Fabio Cannavaro, treinador, e terá como companheiros os brasileiros Renê Junior, Elkeson e os italianos Diamanti e Gilardino.



Editor senior do Torcedores.com, o jornalista formou-se na Universidade Metodista em 2009 e passou pelas redações do Diário do Grande ABC, Agora SP, UOL e Fox Sports, onde fez a cobertura da Copa do Mundo de 2014. Está no Torcedores desde outubro de 2014.