Uma tarde de sábado com um bom jogo da Copinha em Águas de Lindoia

O Torcedores.com esteve prestigiando um dos jogos da Copa São Paulo de Futebol Júnior, a Copinha, o mais tradicional torneio de categorias de base do Brasil. Em uma tarde quente em Águas de Lindoia, localizada a cerca de 180 km da capital paulista,  Desportivo Brasil e Atlético-GO fizeram uma partida movimentada pela terceira rodada do Grupo S, no acanhado estádio Leonardo Barbieri, que recebeu público interessante. O time de Porto Feliz-SP levou a melhor com vitória por 4 a 2 e ainda sonha com a classificação para a segunda fase. Já os goianos amargaram a eliminação.

LEIA MAIS:
Massagista leva tombo bizarro em jogo do Palmeiras na Copinha; Assista

Ao chegar ao estádio notava-se um clima diferente. Crianças, jovens e adultos ocupavam as arquibancadas. Um clima bem familiar, algo que não é muito comum em grandes jogos.

torcidaleonardobarbieri

Após o apito inicial, jogadores de Desportivo Brasil e Atlético-GO mostraram muito empenho mesmo sob um calor escaldante de 33º C, às 16h. A equipe paulista apoiada pela torcida (a maior parte composta por familiares dos jogadores) tomou a iniciativa desde os primeiros minutos de jogo e abriu o placar aos 4 minutos com um golaço do meia-atacante Marquinhos, que de fora da área finalizou com muita força. A bola explodiu no travessão, mas ultrapassou a linha. O primeiro tempo foi muito fraco tecnicamente. Os dois times abusaram dos erros de passe e falharam muito na finalização.

O Atlético-GO voltou mais ligado no segundo tempo e empatou aos 11 minutos com o atacante Luiz Fernando aproveitando vacilo do goleiro Felipe.

Aos poucos, o Desportivo Brasil reassumiu o controle da partida. Marquinhos fez 2 a 1 aos 16. Pouco tempo depois, Emival e Odailson trocaram agressões e foram expulsos diretamente pelo árbitro. Aos 20, Luís Henrique ampliou. Após o terceiro gol teve início uma confusão generalizada envolvendo integrantes das comissões técnicas dos dois times na parte reservada à imprensa. O jogo ficou cerca de 10 minutos paralisado. Foi necessária a intervenção policial.

O clima esfriou e o jogo foi reiniciado. Luís Henrique fez 4 a 1 aos 40 minutos. O Atlético-GO descontou com o lateral-direito Matheus em cobrança de pênalti, mas não teve forças para buscar o empate. Após o apito final, a torcida fez muita festa,

Rápidos pitacos: Com rapidez e habilidade, o jovem Marquinhos  infernizou a defesa goiana do início ao fim. Fez 2 gols. O camisa 9 Luís Henrique iniciou a partida como centroavante, porém teve rendimento pífio perdendo gols inaceitáveis. No entanto, no segundo tempo foi deslocado para o meio de campo e mostrou muita qualidade na armação de jogadas. O canhotinho deu passes precisos para os colegas e marcou duas vezes.

crédito foto: Rafael Alaby



Rafael Alaby é jornalista diplomado pela FIAM (Faculdades Integradas Alcântara Machado), com passagens pela Chefia de Reportagem de Esportes, da TV Bandeirantes, em São Paulo e site KiGOL. Pós-graduado em Jornalismo Esportivo e Negócios do Esporte (FMU)