Tardelli ainda não foi para a China, mas já pensa em tirar sarro de rival e voltar ao Atlético

A diretoria do Atlético irá anunciar nas próximas horas a venda de Diego Tardelli para o Shandong Luneng, time de Cuca, na China. O camisa nove está em São Paulo acertando detalhes finais da negociação. Apesar de ainda não ter sequer ido para o distante país, o atacante já tem pensamentos “ousados”.

Próximo de acertar com o time chinês, Tardelli já traçou duas metas. A primeira, enfrentar o rival Ricardo Goulart, que se transferiu do Cruzeiro para o Guangzhou Evergrande, também nesta semana. Os dois se enfrentaram diversas vezes em Belo Horizonte.

Leia mais:
Atlético aceita oferta de time chinês e negocia Diego Tardelli por oito milhões de euros

Pouco depois de conquistar o título da Copa do Brasil, em dezembro, em cima do Cruzeiro, Tardelli tirou sarro de Goulart, que havia dito dias antes, que na quarta-feira, dia do confronto, teria mais festa. “qual quarta?”, provocou o camisa nove atleticano nas redes sociais depois da conquista do Atlético.

“O torcedor sempre cobra e brinca com isso. É uma brincadeira que pegou. Talvez seja mais uma vez o meu rival. Se ganhar dele outra vez, eu vou brincar com ele de novo e vou postar no Instagram”, revelou Tardelli, na quinta-feira.

E mesmo ainda sem ter a sua transferência para o Shandong Luneng confirmada de forma oficial, Tardelli já faz planos para o futuro e já fala em voltar para o Atlético ao fim do seu vínculo com o clube chinês.

“Com certeza. Sou novo ainda. Com 30 anos e contrato de três ou quatro anos, posso voltar com 33, 34 anos… Não me vejo no Brasil jogando em outro clube que não seja o Atlético. Sempre demonstrei isso. Quanto estava no Catar, minha prioridade era o Atlético”, comentou Tardelli.



Jornalista, foi repórter do UOL Esporte por sete anos, nos últimos quatro, como setorista do Atlético-MG. Cobriu também Cruzeiro, vôlei, UFC, natação. Formado pela Newton Paiva, é colaborador em Belo Horizonte do Torcedores.com