Inspirado em Eto’o, atacante do Cruzeiro quer superar dilema familiar para brilhar

Getty Images

Joel foi um dos principais reforços contratados pelo Cruzeiro para a temporada. O atacante chegou ao Brasil com 15 anos e ganhou espaço graças ao seu tutor, Agostín, também camaronês. Com passagem pela Europa, o atleta é considerado uma das grandes apostas recentes de Camarões no futebol. Assim como o atacante famoso, o centroavante precisou buscar espaço longe do seu país e precisou conviver com a distância dos familiares.

Leia mais:
Opinião: Desafio de se reinventar em 2015 terá de ser conseguido pelo Cruzeiro na marra

Ainda criança, Diederrick Joel Tagueu deixou a sua cidade natal Nkongsamba, em Camarões, atrás do sonho de ser tão conhecido como Samuel Eto’o, o seu maior ídolo no futebol. O menino se inspirava no principal jogador do país para conseguir superar a distância da família e de amigos na busca pelo sonho.

No Brasil buscando realizar o sonho de virar atacante de seleção, Joel não vai a Camarões há anos e vive uma distância grande da sua família, que precisa vir ao país para poder visitar o atacante.

A filha surgiu de um relacionamento do atacante com uma brasileira, em Iraty, no interior do Paraná. Após um princípio de namoro, a vida a dois não deu certo, mas nasceu Shopie.

Joel se transferiu para o Cruzeiro em dezembro e vem participando da pré-temporada do clube em Belo Horizonte. Curiosamente, o período que ficará mais próximo de Sophie será neste final de semana, quando o elenco celeste viajará para Londrina, para realizar um amistoso contra o clube que detinha os direitos econômicos de Joel.

O atacante é uma das grandes apostas do futebol do país africano. O atleta era considerado prodígio no seu começo de carreira e sempre chamou atenção pela velocidade e a facilidade em fazer gols. No Brasil, chamou atenção de todos pelo Coritiba, principalmente pelo seu jeito irreverente e ate atrapalhado.

Ficou mais famosos ainda ao comemorar um gol pelo Coritiba e cair em um buraco no Couto Pereira, ao pular a placa de publicidade. O vídeo do tombo chegou até em seu país.

 



Jornalista, foi repórter do UOL Esporte por sete anos, nos últimos quatro, como setorista do Atlético-MG. Cobriu também Cruzeiro, vôlei, UFC, natação. Formado pela Newton Paiva, é colaborador em Belo Horizonte do Torcedores.com