Qual jogador da Copinha pode ser aproveitado no time do Vasco em 2015?

O Vasco fez uma das melhores campanhas das últimas temporadas na Copa São Paulo de Futebol Júnior, a popular Copinha, mas a equipe não passou das 2ª fase após ser eliminada pelo Cruzeiro por 2 a 1, em uma partida que o time de São Januário ficou boa parte do tempo com um jogador a menos. A eliminação precoce, contudo, não apaga o bom rendimento de alguns atletas que, agora ou depois, podem ajudar no time profissional.

LEIA MAIS:
Com os reforços, o Vasco de 2015 é melhor do que o de 2014?
Primo de Lionel Messi é oferecido ao Vasco

Em 4 partidas, o Vasco marcou 13 gols e sofreu apenas 2. Números tão positivos assim não podem, de maneira alguma, ofuscar alguns talentos que ficaram evidente ao longo da competição. É desnecessário salientar as grandes atuações do meia Evander, que já é um dos talentos da seleção brasileira sub-17, mas que ainda precisa de mais algum tempo se aprimorando nas categorias de base antes de chegar ao profissional.

O mesmo, no entanto, parece não ser o caso de Renato Kayser. O atacante, que completa 19 anos em fevereiro, demonstrou muito amadurecimento na Copinha, sem contar sua grande capacidade técnica. Embora sempre se possa dizer que para ele ainda falta alguma coisa para chegar ao time principal, inseri-lo aos poucos juntos com jogadores mais velhos parece ser a saída mais viável para que o Gigante da Colina possa ter um bom jogador em seu time profissional no futuro.

Outro atleta que agradou bastante no torneio foi o volante Márcio, que atuando improvisado na lateral-esquerda deu conta do recado, embora tenha lhe faltado experiência na partida contra o Cruzeiro. Aos 19 anos (completa 20 no mês que vem), esse jogador também demonstra merecer uma chance no time principal. Daniel, atacante que sofreu o pênalti na partida de ontem (14), completará 20 anos de idade em 2015 e mostrou bastante disposição e noção de posicionamento, devendo ser observado entre os profissionais em breve.

As divisões de base não são, necessariamente, uma oportunidade para as equipes conquistarem troféus. É importante trabalhar bem os jogadores para que eles possam render no futuro e essa campanha do Vasco demonstra isso: o time não venceu agora, mas tem potencial para vencer muito no futuro.

Foto: Internet/Facebook