Piloto do Dakar achou que ia morrer e gravou mensagem de despedida

O piloto de quadriciclo Juan Carlos Carignani viveu um momento dramático no Rally Dakar 2015. Seu veículo ficou atolado na areia e, desesperado, gravou uma mensagem de despedida para sua família, porque pensou que iria morrer.

 

LEIA MAIS
A história do Rally Dakar, o mais desafiador do planeta
Al-Attiyah vence outra especial e fica perto do título do Dakar
Piloto polonês é a primeira vítima fatal do Dakar 2015

Carignani é argentino de nascimento, mas compete pela Itália. Ele passou pelo drama na etapa que passa pela cidade de San Juan, na Argentina, uma das mais difíceis de todo o rally.

Seu desespero foi aumentando porque um outro piloto também estava com o veículo atolado e não respondia ao ser chamado.

“Eu chamava o piloto guatemalteco, mas ele não respondia. Nesta hora eu desabei e me preparei para o pior. Vi que minha vida corria perigo. Gravei uma mensagem porque, sem dúvida, foi a situação mais próxima do limite que enfrentei no Dakar”, afirmou ao site MundoD.

Em meio ao calor intenso e à exaustão, Carignani pediu ajuda, que demorou a chegar. Algum tempo depois, um helicóptero passou e jogou algumas garrafas d’água. Depois de muitas horas, o resgate chegou para salvar os dois pilotos.

Carignani quer continuar no Dakar, mas o piloto guatemalteco teve de abandonar a competição.



Jornalista, formado na Metodista, com passagens pelo UOL, R7, Meia Hora e Diário do Grande ABC.