Palmeiras vê crias da famosa escola de goleiros deixarem o clube pela porta dos fundos

Getty Images

O Palmeiras se vangloria por ser um clube formador de grandes goleiros,a famosa escola. E de fato o passado alviverde é recheado de camisas 1 de grande categoria formados nas suas categorias de base. O presente, no entanto, não é tão empolgante.

LEIA MAIS
Sem salários, Arouca entra na Justiça contra o Santos e fica perto do Palmeiras
Mercado da bola: Juninho acerta sua saída do Palmeiras e retorna ao Figueirense
Nas redes sociais, palmeirenses se mostram descontentes com os reforços; veja
Mercado da bola: Palmeiras perto de fechar com atacante da Ponte Preta

Nos últimos dias, dois goleiros que defendiam o clube desde a infância saíram pela porta dos fundos. E o que ficou no elenco não tem a confiança do torcedor.

Deola, Fabio e Bruno não conseguiram se firmar no clube que também formou Oberdan Cattani, Valdir Joaquim de Moraes, Emerson Leão, Velloso e Marcos, para citar apenas cinco nomes.

Somente Fabio, marcado por diversas falhas no Campeonato Brasileiro do ano passado, segue no elenco para 2015.

Além dele, Oswaldo de Oliveira tem à disposição Fernando Prass, Jailson e o garoto Vinicius, de apenas 20 anos. Os dois primeiros saem na frente.

Deola deixou o Palmeiras após 102 jogos para se tornar reforço do Fortaleza, onde ficará por empréstimo até o fim do ano, quando também acaba o seu contrato com o clube alviverde.

Já Bruno foi campeão da Copa do Brasil e eleito o melhor da posição no torneio, mas ficou marcado por algumas falhas, como contra o Tijuana na Copa Libertadores. Após 18 anos, ele acertou com o Santa Cruz.



Editor senior do Torcedores.com, o jornalista formou-se na Universidade Metodista em 2009 e passou pelas redações do Diário do Grande ABC, Agora SP, UOL e Fox Sports, onde fez a cobertura da Copa do Mundo de 2014. Está no Torcedores desde outubro de 2014.