Opinião: Sem ritmo de jogo, Corinthians não passou no primeiro teste em 2015

O provável time base do Corinthians na temporada 2015 entrou em campo pela primeira vez na noite dessa quinta-feira em amistoso contra o Colônia-ALE, em Orlando, nos Estados Unidos. O resultado foi indigesto: derrota por 1 a 0.

LEIA MAIS:
Imagens da suposta nova camisa do Corinthians vazam na internet; veja

Como já era esperado, o time brasileiro teve muitas dificuldades diante dos alemães. Sentiu a falta de ritmo de jogo e de preparo físico. Afinal, os jogadores se reapresentaram das férias há apenas 10 dias. Melhor condicionada já que está no meio da temporada europeia, a equipe alemã dominou as ações ofensivas na primeira metade do jogo.

Tite, de volta ao comando alvinegro, escalou o Timão da seguinte forma: Cássio; Fágner, Felipe, Gil e Fábio Santos; Ralf, Elias, Lodeiro e Renato Augusto; Emerson Sheik e Guerrero. Melhor entrosado, o Colônia, 11º colocado do Campeonato Alemão, apostou na forte marcação e em rápidos contragolpes para surpreender os brasileiros. E chegou ao gol logo aos 13 minutos. Peszko aproveitou erro de posicionamento de Gil e tocou na saída de Cássio.

O Timão só deu o primeiro chute a gol aos 21 minutos com Emerson Sheik. Nos minutos finais, Elias perdeu grande chance para empatar. O meia bateu cruzado e o goleiro Kessler espalmou para escanteio. Faltou maior aproximação dos meias com os atacantes. Os laterais Fágner e Fábio Santos mostraram timidez no apoio.

Na volta do intervalo, Tite trocou 10 jogadores. Somente o goleiro Cássio foi mantido. Entraram os laterais Edílson e Uendel, os zagueiros Pedro Henrique e Yago, os volantes Bruno Henrique e Petros, os meias Danilo e Jadson e os atacantes Stiven Mendoza e Luciano.

Por incrível que pareça, os reservas jogaram melhor, mantiveram a maior parte da posse de bola na etapa final e não deram muitos espaços aos adversários. Danilo e Jadson chamaram a responsabilidade no meio de campo. No entanto, faltou aos atacantes mais audácia nas finalizações. O colombiano Mendoza fez a sua estreia, porém, pouco produziu. A primeira impressão não foi nada boa.

No próximo sábado, o Corinthians fechará a sua participação na Flórida Cup diante do favorito Bayer Leverkusen-ALE, que atropelou o Fluminense na estreia (3 a 0). Será um dos poucos testes do Timão antes do primeiro jogo oficial da temporada – no dia 1º de fevereiro contra o Marília, na Arena de Itaquera, pelo Campeonato Paulista. Mas ninguém esconde que a prioridade são os jogos dos dias 4 e 11 de fevereiro contra o Once Caldas, pela Pré-Libertadores.

Tite terá cerca de 20 dias para colocar o time nos eixos antes da primeira decisão do ano. A formação que será usada na primeira fase da Libertadores não deve fugir da usada no amistoso. Talvez o contestado Felipe dê lugar ao ex-santista Edu Dracena, que nesse final de semana assinará contrato com o clube.

Passar pelos colombianos será fundamental para as pretensões do time na temporada. Uma eliminação precoce seria uma catástrofe.

foto: Reprodução Sportv



Rafael Alaby é jornalista diplomado pela FIAM (Faculdades Integradas Alcântara Machado), com passagens pela Chefia de Reportagem de Esportes, da TV Bandeirantes, em São Paulo e site KiGOL. Pós-graduado em Jornalismo Esportivo e Negócios do Esporte (FMU)