Motor pode ser desvantagem para McLaren na F1

Além de ter uma nova dupla de pilotos titulares na temporada 2015 da F1, a McLaren também terá um novo motor. O retorno da parceria McLaren-Honda – vitoriosa com Ayrton Senna e Alain Prost pode ser uma desvantagem para o time britânico.

LEIA MAIS

Magnussen não participará de treinos pela McLaren na F1

Após Verstappen, FIA proíbe menores de 18 anos a partir de 2016

De acordo com uma publicação do Sky Sports nesta quinta-feira (8), o que pode atrapalhar o crescimento da McLaren na temporada é uma possível proibição de desenvolvimento do motor.

Isso porque a Federação Internacional de Automobilismo (FIA) não incluiu o motor japonês na lista que permite a Ferrari, Mercedes e Renault de trabalharem no motor V6 ao longo da temporada.

Segundo o Sky Sports, o carro da McLaren-Honda debutou seu carro MP4-29H em um treino realizado em Silvertsone. A escuderia britânica já teria entrado em contato com as autoridades esportivas da categoria para poder trabalhar seu motor.

“A McLaren-Honda já entrou em contato com a FIA a respeito desse assunto, mas não quero dizer mais nada neste momento” revelou um porta-voz do time ao site inglês.

Entre 1980 e 1990, a McLaren dominou a F1 tendo nos seus carros motores da Honda. Tentando reviver os anos de glória, os britânicos resolveram apostar nos japoneses para derrubar a hegemonia da Mercedes.

Foto: Reprodução/Twitter McLaren



Jornalista formada pela UNEB Juazeiro. Repórter Esportiva na Agência CH, Colunista Chelsea Brasil. Realizou a cobertura das Copa das Confederações 2013 e Copa do Mundo 2014 pelo projeto Chuteiras Fora de Foco.