Mercado da bola: Atlético fixa preço por lateral direito e Porto faz primeira proposta

A diretoria do Atlético-MG renovou o contrato com o lateral direito Marcos Rocha até 2018. Porém, a extensão do vínculo não garante a continuidade do atleta em 2015. O clube alvinegro fixou os direitos econômicos do jogador em 8 milhões de euros e aguarda propostas durante a janela europeia.

LEIA MAIS
Mercado da bola: Depois de contratar bons valores, Palmeiras não deve ter Réver
Bernard reconhece “desespero” com reserva no Shakhtar e revela saudade do Atlético-MG

Uma pessoa próxima ao jogador, que pediu para não ser identificada, revelou ao Torcedores.com que o lateral sofre com assédio do Porto e informou o acordo entre o representante de Marcos Rocha e a diretoria atleticana para fixar o valor desejado pelo atleta.

Como principal interessado, o Porto já fez a primeira investida na contratação do atleta. O clube português ofereceu ao Atlético 5 milhões de euros por Marcos Rocha.

O valor, porém, foi considerado baixo pela diretoria atleticana, que recusou iniciar propostas. O Porto ainda poderá voltar a carga por Marcos Rocha, agora já sabendo o valor desejado pelo clube mineiro.

Os novos parceiros do lateral, o ex-jogador Deco e o empresário Jorge Mendes, bastante conhecido na Europa, buscam mercado para Marcos Rocha no velho continente.

A diretoria atleticana, por sua vez, acredita que o ideal será conseguir segurar Marcos Rocha até o meio do ano, pelo menos. O clube deseja valorizar o seu atleta durante a Libertadores e ressalta que na janela de agosto, as equipes europeias investem valor maior na contratação de reforços.



Jornalista, foi repórter do UOL Esporte por sete anos, nos últimos quatro, como setorista do Atlético-MG. Cobriu também Cruzeiro, vôlei, UFC, natação. Formado pela Newton Paiva, é colaborador em Belo Horizonte do Torcedores.com