Herói do primeiro título mundial do Santos cogita vender medalha para combater Alzheimer

Dalmo Gaspar, autor do gol que deu ao Santos o primeiro título mundial de sua história, está com sérios problemas de saúde e financeiros. Com Mal de Alzheimer, o ex-lateral-esquerdo precisa de capital para financiar o tratamento e, por sua família não ter condições para tal, a filha dele decidiu leiloar a medalha que o elenco alvinegro conquistou ao derrotar o Milan-ITA, em 1963.

LEIA MAIS:
Há 40 anos, Pelé fazia seu último jogo pelo Santos; Relembre
10 provas de que o Santos de 2010 é o time mais legal da história

Segundo reportagem da Folha de S. Paulo, o custo de um tratamento de Alzheimer gira em torno de R$ 3 mil por mês, mas, devido ao estado avançado em que a doença aflige Dalmo Gaspar, os médicos aconselharam a família a colocá-lo em uma clínica especializada, o que aumentaria os gastos para R$ 3.700 mensais.

De acordo com a publicação, Ana Paula Gaspar, filha do jogador, que está a frente da situação, colocou o objeto a venda por R$ 15 mil, apesar de um especialista consultado dizer que a medalha pode render até R$ 20 mil.

Titular absoluto da lateral-esquerda santista nos tempos áureos de Pelé, Pepe, Coutinho e companhia, Dalmo Gaspar defendeu as cores da equipe da Baixada por sete anos, entre 1957 e 1964, sendo bi-campeão da Libertadores e Mundial com o time, em 1963 e 1964.

Foto: Arquivo Revista Placar



Tudo o que preciso é um papel e uma caneta. Apaixonado por esportes desde 1900 e bolinha: de futebol, basquete, tênis, rugby...