Dilma sanciona lei e Laís Souza receberá pensão vitalícia

A ex-ginasta Laís Souza, que ficou tetraplégica após sofrer um acidente enquanto treinava saltos, no começo de 2014, receberá uma pensão vitalícia do governo brasileiro. A decisão foi publicada nesta terça-feira (13), no Diário Oficial da União.

LEIA MAIS:
Luciano Huck comete gafe e diz a Laís Souza que fazer tatuagem sem sentir dor é “vantagem”
Câmara aprova lei de pensão especial para Laís Souza

Laís Souza receberá o benefício de forma especial, mensalmente, e de acordo com reportagem do jornal O Estado de S. Paulo, “em valor atual equivalente ao limite máximo do salário de benefício do Regime Geral de Previdência Social (RGPS)”, que está na faixa dos R$ 4.600,00.

A ex-atleta despontou no esporte praticando ginástica artística. Membro da seleção brasileira da modalidade, disputou as Olimpíadas de Verão de 2004, em Atenas, e de 2008, em Pequim. Depois da experiência, decidiu mudar de esporte e praticar saltos usando esquis, na neve. O acidente dela ocorreu enquanto treinava para a disputa das Olimpíadas de Inverno, que aconteceram em Sochi, na Rússia.

O projeto de lei para fornecer a pensão vitalícia de Laís foi escrito e aprovado na Câmara dos Deputados e no Senado, ainda no ano passado. A justificativa dos autores foi a de que a ex-ginasta representou o Brasil em competições oficiais desde os 12 anos de idade. Os jogadores de futebol que disputaram as Copas de 1958, 1962 e 1970 têm direito ao mesmo benefício.

Foto: Reprodução



Tudo o que preciso é um papel e uma caneta. Apaixonado por esportes desde 1900 e bolinha: de futebol, basquete, tênis, rugby...