Dagoberto não conseguiu brilhar nem no Cruzeiro bicampeão. Vale a aposta?

Dagoberto Vasco

Após duas temporadas no futebol mineiro, o atacante Dagoberto foi liberado pelo Cruzeiro para negociar com outra equipe do futebol nacional ou internacional. E mesmo conquistando o bicampeonato brasileiro, o jogador nunca conseguiu se firmar no time da Raposa e via do banco de reservas, Marcelo Moreno, Willian, Marquinhos e Ricardo Goulart correspondendo as expectativas.

LEIA MAIS:
Opinião: Cruzeiro também precisa do mercado da bola para sobreviver

Mas os baixos números do jogador com a camisa do Cruzeiro explica a falta de oportunidades. Quando chegou em 2013, Dagoberto disputou 38 jogos durante a temporada e marcou 13 gols. No Brasileirão foram apenas quatro bolas nas redes.

Já no ano passado, “Dagol” participou de 42 partidas e balançou as redes em nove oportunidades. No Brasileirão foram 21 jogos e apenas três gols.

E em outros quesitos os números do atacante tão são baixos. Dagoberto errou 40% dos dribles, 59,1% das finalizações e 73,6% dos cruzamentos.

Aos 31 anos, Dagoberto já não brilha mais como nos tempos de São Paulo, quando também foi bicampeão brasileiro. No Internacional o jogador não agradou a torcida e deixou a desejar. Mesmo assim conseguiu ir parar no Cruzeiro.

Foto: Getty Images