Da Costa vence e-prix da Argentina da Fórmula E

O português Antônio Félix da Costa venceu na tarde deste sábado (10) o e-prix de Buenos Aires, quarta etapa da temporada 2014/2015 da Fórmula E, disputado no circuito montado nas ruas da região de Puerto Madero, na capital argentina. O piloto da equipe Amlin Aguri tornou-se o quarto piloto diferente a vencer na categoria, a primeira destinada a carros movidos por energia elétrica.

LEIA MAIS:
Coluna Tackles – Divisonal Round na NFL

A segunda colocação da prova ficou com o francês Nicolas Prost, da e.dams Renault, enquanto Nelsinho Piquet, que defende o Team China, completou o pódio. Entre os outros brasileiros, Bruno Senna foi o quinto colocado e Lucas Di Grassi abandonou a disputa na 27ª das 35 voltas da prova.

A corrida começou com o suíço Sébastien Buemi, pole position e piloto mais rápido dos dois treinos livres deste sábado, mantendo a liderança, seguido por Nick Heidfeld, que superou Jaime Alguersuari na largada. Di Grassi pulou para a quarta colocação ao ultrapassar Sam Bird na terceira volta.

Com Buemi mantendo a liderança ao longo da primeira metade da corrida, coube a Di Grassi conseguir ultrapassagens. Primeiro, o brasileiro superou Alguersuari na sétima volta, para sete passagens mais tarde assumir a segunda colocação, com uma ultrapassagem sobre Heidfeld.

Piquet – piloto que gastava menos energia entre todos os que estavam na pista – e Senna faziam corridas discretas, mantendo a nona e a 13ª colocações, respectivamente. Mas o cenário da prova começaria a mudar a partir da 15ª volta, com a entrada do Safety Car provocada pelo acidente do indiano Karun Chandhok, que acertou o muro.

Após as paradas nos boxes para troca de carro, Buemi seguiu na liderança, seguido por Di Grassi, Heidfeld, Da Costa e Bird. A relargada aconteceu na 23ª volta, e logo no giro seguinte, o líder da prova bateu, deixando a corrida. Di Grassi pulou para a ponta, mas também encontrou o muro.

Com os acidentes, Heidfeld assumiu a liderança, seguido de longe por Bird e Da Costa. Mas o britânico acabaria punido com um drive-through após deixar sair dos boxes com o pit lane fechado. Mais tarde, restando duas voltas para o final, foi a vez de Heidfeld ser penalizado por excesso de velocidade nos boxes.
Assim, Da Costa assumiu a liderança e venceu a prova, seguido por Nicolas Prost e por Nelsinho Piquet, que se aproveitou dos acidentes, punições e de um ritmo fortíssimo possibilitado pela parada nos boxes mais tardia em relação aos concorrentes para ser o terceiro colocado.

A próxima etapa da Fórmula E acontece no dia 14 de março, em Miami, nos Estados Unidos.

Foto: Reprodução/Fórmula E



Jornalista com passagens pelas revistas Racing e House Mag.