Brasileira marca 47 pontos na vitória de sua equipe no campeonato coreano de vôlei

Contratada pelo Daejeon KGC em 2013, a brasileira Joycinha já está adaptada ao estilo de jogo coreano. A oposta é a jogadora mais acionada na maioria das partidas e geralmente sai de quadra como a maior pontuadora. Neste domingo, não foi diferente. A atacante marcou 47 pontos na vitória do Daejeon KGC sobre o Hungkuk Pink Spiders por 3 sets a 1(24/26, 25/20, 25/21, 25/20).

LEIA MAIS
Brasileiras não conseguem evitar derrota do Krasnodar para o Dynamo Kazan na Superliga russa

Os 47 pontos de Joycinha representam quase que a metade do total de pontos marcados pela equipe na partida. No entanto, não foi apenas a atacante brasileira que se destacou no jogo. Apesar da derrota, a australiana Rachel Rourke, do Hungkuk Pink Spiders, pontuou em 42 oportunidades. Pontuações elevadas como essas não são novidade no campeonato coreano. Em 2013, a búlgara Vasileva chegou a marcar 57 pontos.

Campeã da Superliga em 2009 pelo Rio de Janeiro, Joycinha foi chamada pela seleção com frequência desde 2005, mas nunca conseguiu se firmar sendo que a última convocação aconteceu em 2012. Com 30 anos e jogando em um campeonato pouco valorizado, a chance da atacante de voltar para a seleção parece pequena.

Apesar do bom rendimento da ex-jogadora da seleção brasileira, o Daejeon KGC não faz um bom campeonato. A equipe é a lanterna da competição coreana, com apenas quatro vitórias em 19 jogos. O líder é o Hyundai E&C Hillstate, que perdeu apenas cinco vezes.

Foto: Vipcomm



Estudante de Jornalismo na Universidade Federal do Rio de Janeiro e apaixonado por esportes.