Veja os principais detalhes de América-RN 0 x 1 Flamengo

O Flamengo conseguiu uma importante vitória na Arena das Dunas, em Natal, sobre o América-RN. Com um gol-relâmpago de Gabriel, marcado antes do primeiro minuto da segunda etapa, o time de Vanderlei Luxemburgo trás uma boa vantagem para o jogo de volta, dia 16, no Maracanã.

Leia mais: Flamengo apresenta projeto para arena multiuso bancado pelo McDonald’s

O primeiro ponto a ser destacado é a própria escalação de Luxemburgo. Enquanto muitos esperavam um time mesclado entre titulares e reservas o treinador não titubeou e, para esse jogo decisivo, mandou à campo o que tinha de melhor.

Dentro das quatro linhas, os jogadores do Flamengo não mudaram a forma de jogar por causa do adversário. Desde que Luxa assumiu o time, a defesa tem sido o ponto de maior atenção e, contra o América-RN, não foi diferente. Jogando com muito equilíbrio, o Rubro-Negro Carioca quase não se expôs ao adversário que, quando conseguiu atacar, não acertou o alvo (foram 12 chutes do América-RN e todos saíram pela linha de fundo).

O sucesso defensivo só pode ser explicado pela aplicação tática de toda a equipe e não só de um setor. O gol-relâmpago nos ajuda a perceber isso, já que o ataque do Fla roubou a bola na intermediária do campo do América-RN e, com um contra-ataque veloz, deixou Gabriel na cara do gol para fazer a festa da torcida.

Assim, o Flamengo deu um passo decisivo para chegar à semi final da Copa do Brasil. Só uma tragédia é capaz de eliminar o time da Gávea dentro do Maracanã.

FICHA TÉCNICA
AMÉRICA-RN 0 X 1 FLAMENGO

Local: Arena das Dunas, em Natal (RN)
Data-hora: 1/10/2014 – 22h
Árbitro: Héber Roberto Lopes (Fifa-SC)
Auxiliares: Kléber Lúcio Gil (Fifa-SC) e Carlos Berkenbrock (SC)
Renda/Público: 27.831 pagantes / R$ 1.415.825,00
Cartões Amarelos: Judson, Márcio Passos (ARN); Alecsandro (FLA)

Gols: Gabriel, aos 1″/2ºT (0-1)

AMÉRICA-RN: Fernando Henrique, Marcelinho, Cléber, Lázaro e Arthur Henrique; Márcio Passos, Judson (Jeferson, aos 17’/2ºT), Tiago Dutra e Arthur Maia; Rodrigo Pimpão (Alfredo, aos 35’/2ºT) e Max (Paulinho, aos 17’/2ºT) – Técnico: Marcelo Martelotte.

FLAMENGO: Paulo Victor, Léo Moura (Luiz Antonio, intervalo), Marcelo, Samir e João Paulo; Cáceres, Márcio Araújo, Canteros e Everton (Mugni, aos 34’/2ºT); Gabriel e Alecsandro (Eduardo da Silva, aos 34’/2ºT)– Técnico: Vanderlei Luxemburgo.