Veja como as transmissões de futebol da Globo mudaram nos últimos 30 anos

Quem acompanha o futebol na Globo desde os anos 1980 sabe que as transmissões mudaram quase completamente, porque viram de perto cada parte dessa transição. Quem é mais jovem com certeza toma um choque ao ver como a emissora transmitia o esporte preferido do Brasil há 30 anos. O Torcedores.com reuniu agora alguns itens que mostram como isso evoluiu nas últimas três décadas.

LEIA MAIS
Veja os 10 momentos mais marcantes do esporte na Globo

– Trilha Sonora

O “Eu sei que vou, vou do jeito que eu sei” até parece uma música que existe “desde sempre” no futebol da Globo, mas ela surgiu apenas anos 1990, e depois virou tema da Copa do Mundo de 1994. Antes, a emissora teve algumas trilhas para as transmissões.

* Anos 80 e 1990:

* Anos 1990:

* Após 2002, uma reestilização da vinheta anterior:

– Logotipo e chamadas:

Desde o meio dos anos 1990, a Globo segue o mesmo padrão nas chamadas do futebol. Quando você ouve na TV o locutor falando “Futebol 2014, oferecimento”, já se acostumou a ver o logotipo da emissora, com uma bola de futebol no lugar do circuito interno, a palavra “Futebol” no lado esquerdo, em diagonal, e o ano logo abaixo, no mesmo padrão. Pois é, é assim desde 1994.

Mas já foi diferente. No começo da década de 1990, a marca da Globo não aparecia na imagem, que dava mais destaque ao ano.

– Equipe de transmissão:

Nesse período, de 1984 para cá, passaram pela Globo nomes da narração como Osmar Santos, Oliveira Andrade, Luiz Alfredo, e Maurício Torres. Galvão Bueno é o remanescente daquela época. Hoje seus colegas são Cléber Machado, Luis Roberto, Luiz Carlos Jr e Milton Leite, estes dois últimos do SporTV, mas usados eventualmente na TV aberta.

– GC do placar:

Para os mais jovens, é natural ver aquele placarzinho no alto da tela, mas ele nem sempre esteve lá. Inspirada pelas transmissões internacionais, principalmente da ESPN, a Globo resolveu colocar um GC com o tempo e placar de jogo o tempo todo na tela em 1999. Ainda se lembra como era o primeiro? Não conhece? Veja abaixo:

primeiro gc de placar globo

 

No ano seguinte, a Globo aumentou o tamanho do placar, dando mais espaço ao tempo e cronômetro.

gc placar globo 2000

Bem diferentes do atual, não é?

gc atual globo 2014

– Hinos:

A partir dos anos 1990, os gols dos clubes brasileiros passaram a ser acompanhados de versões instrumentais curtas e aceleradas de seus hinos. Elas sofreram modificações com o passar do tempo, ficando maiores, mas sempre presentes. No vídeo abaixo, você encontra algumas delas.

– Abertura:

Uma coisa que a Globo perdeu ao longo dos anos foi a tradição da abertura com créditos nas transmissões, que existiu entre os anos 1980 e 1990. No vídeo abaixo, um exemplo de 1994.

– Tira-teima:

O recurso eletrônico como meio de resolução de lances duvidosos começou nos anos 1980 e foi evoluindo com o tempo. Nos anos 1990, a Globo ainda recriava a jogada no computador para indicar posições de impedimento, ou não. Como famoso exemplo, o gol de Túlio para o Botafogo na contestada final do Brasileirão 1995.

Hoje, a linha de impedimento é colocada virtualmente na própria imagem, mas o tira-teima recria o lance a partir de vários ângulos com o computador para que não fique a menor dúvida.

Claro que isso não impede que o recurso, também usado no SporTV, seja contestado e vire meme na internet.

tirateima

 

– Câmera aérea:

Usada durante um curto período em 2005, por ocasião da festa de 40 anos da emissora, que teve direito a um amistoso entre Brasil e Guatemala. O recurso não apareceu mais nos campos brasileiros e transmissões da Globo, e o público do Brasil só consegue ver imagens de câmeras aéreas nos jogos europeus e na Copa do Mundo.



Editor do Torcedores.com, está no site desde julho de 2014. Formado pela Universidade Metodista de São Paulo, já passou por UOL, Editora Abril e Rede Record. Participou da cobertura da Copa do Mundo de 2014, de dois Pans, dos Jogos Olímpicos de Londres 2012 e do Rio 2016. Também colabora com o ONDDA, site "irmão" do Torcedores.com.