Veja 3 coisas que um árbitro deve fazer para irritar Mourinho

Mourinho
Foto: Getty Images

José Mourinho é um nome que, por si só, é capaz de causar grandes confusões. O atual treinador do Chelsea é um personagem sui generis no futebol mundial e, ao mesmo tempo em que é idolatrado por uns, é odiado por outros.

LEIA MAIS:
Wenger empurra Mourinho e clima esquenta em Chelsea x Arsenal

Mourinho tenta impedir jogador de cobrar lateral e se dá mal

À beira do campo, o português protagoniza um verdadeiro show a parte. Com atitudes singulares, tal qual impedir que um atleta adversário cobre um lateral ou mesmo pedir silêncio a torcida adversário, Mourinho é um verdadeiro showman.

Suas entrevistas coletivas também não deixam a desejar e até hoje muita gente se lembra de suas primeiras palavras como treinador do Chelsea, oportunidade na qual se definiu como “the special one”. É por essas e outras que José Mourinho se transformou em um dos grandes personagens do futebol.

Como todo treinador, Mourinho também enfrenta problemas com as arbitragens de seus jogos. Do banco de reservas, o técnico costuma questionar muito as marcações da arbitragem, sobretudo quando são contra as suas equipes. De maneira geral, existem três coisas que os árbitros fazem e irritam demais o treinador. Veja:

  1. Falta de critério: Mourinho acredita que haja uma perseguição da arbitragem contra si, já que as marcações de falta em sua partida não obedecem a uma lógica justa. “Nas competições europeias, estou chocado, já que em meu favor (o árbitro) nunca marca. E, em caso de dúvida, marca contra mim”, afirmou Mourinho em entrevista recente ao jornal português Récord;
  2. Perseguição: Ficar de fora de partidas por suspensão não é algo incomum para José Mourinho, o que, inclusive, ele não lhe é exclusivo, já que Carlo Ancelotti e Pep Guardiola passam pelo mesmo problema;
  3. Pouco tempo para dar instruções no intervalo: Considerado um dos melhores estrategistas do futebol atual, muitas vezes Mourinho precisa do intervalo das partidas para arrumar suas equipes, mas nem sempre isso é possível, pois, seguindo recomendações da UEFA, os árbitros vão aos seu vestiário para não ultrapassem o tempo estipulado.

Foto: Getty Images