Sorín participa de programa na Band e garante: “Era difícil marcar o Ronaldo”

Ídolo do Cruzeiro e comentarista nos canais ESPN, Juan Pablo Sorín participou ontem do programa “Agora é Tarde”, da TV Bandeirantes e falou um pouco sobre a carreira de jogador e agora jornalista.

Leia mais:
ESPN suspende jornalista por ofender comissário da NFL
TVs mexicanas enviam time de jornalistas gatas para a Copa
Comentarista da Fox Sports cutuca a TV Globo

No começo da entrevista, Sorín contou que a sua primeira experiência como comentarista aconteceu na TV Alterosa, em Minas Gerais. “Eu comecei a conviver com o jornalismo em Belo Horizonte. Após encerrar a minha carreira no Cruzeiro, o pessoal da Alterosa me chamou para participar do debate na hora do almoço e eu topei. Depois que surgiu o convite da ESPN”.

Perguntado pelo apresentador do programa Rafinha Bastos, sobre quem era o jogador mais difícil de marcar, o argentino foi claro e objetivo na resposta.

“Lá na Argentina o mais difícil de marcar era o Ortega. Já no Brasil, eu tive muitas dificuldades com o Ronaldo Fenômeno”.

O ex-jogador ainda explicou porque escolheu o Cruzeiro para encerrar a carreira “Prometi para a torcida do Cruzeiro voltar um dia. Tava machucado, me recuperando de lesão. A minha ideia era voltar pro Cruzeiro, e talvez ir à Argentina para jogar no River e finalmente no Argentino Juniors, fazendo o mesmo caminho de como tinha começado a carreira, mas meu físico não suportou tanto. Não como gostaria”.

Sorín aproveitou a oportunidade para criticar o excesso de trocas de técnicos no Campeonato Brasileiro, deixando a entender que este é um dos maiores segredos do Cruzeiro, líder do Brasileirão “Lamentavelmente, tem poucos times com a coerência do Cruzeiro de ter um treinador por mais de 1 ano. Aqui, tem uma troca incrível de treinadores. Agora, o futebol europeu é fantástico também porque tem os melhores que querem jogar nas melhores ligas”, concluiu.

No fim do bate-papo, Sorín participou de um jogo sobre perguntas e respostas sobre a cultura brasileira e acertou três das quatro perguntas que teve de responder.

Foto: Reprodução



Sou formado pela FMU e minha última passagem no mundo esportivo foi no site Universo dos SPorts. No começo da carreira trabalhei como apresentador no programa "Olé" da ALLTV. Agora assumo a responsabilidade de produzir matérias para o site "torcedores.com". Sou apaixonado por esportes e respiro futebol e NFL 24 horas por dia.